Eventos correlatos
  • Brasil
  • Zahil

  • Espumantes no mercado

    Quem escuta Adolfo Lona, pensa que ele chegou ontem ao Brasil, tamanho seu sotaque portenho, apesar de ele estar há quase 40 anos no Brasil. Mas ele é, na verdade, o enólogo argentino mais gaúcho que há, enchendo os pampas de orgulho com sua admirável linha de espumantes.

    Adolfo Lona não tem aquela mente cartesiana dos técnicos, mas sim o cérebro inquieto e criativo dos artistas, predicado que ele concentra na elaboração de seus borbulhantes diferenciados. Melhor para nós!

    Lona tomou a decisão que devia: apesar de sua empresa se chamar Vinhos e Espumantes Adolfo Lona, abandonou a parte dos vinhos e hoje se dedica, com exclusividade, à produção de espumantes. E a promissora novidade é que, para enfrentar de peito aberto o problema crônico de distribuição dos vinhos nacionais, ele escolheu a Importadora Zahil como seu distribuidor exclusivo.

    Para anunciar essa boa nova aos enófilos cariocas, a Zahil promoveu um jantar no restaurante Market Ipanema, na Visconde de Pirajá. Se você não sabe onde é, não esquente a cabeça, você não está sozinho. A entrada do restaurante é uma portinha tão pequena, que se você piscar, arrisca passar sem ver. Mas depois de um longo corredor, parece que a gente chegou a um oásis, com um belo e agradável jardim e um salão cheio de modernidades e aconchegância (existe esta palavra???).

    Foi o cenário ideal, bem carioca, para a apresentação da linha da Adolfo Lona, que se encaixa como uma luva em nosso verão. Afora os rótulos já bastante conhecidos - e bebidos, também - foram apresentados dois novos lançamentos. O primeiro deles, o Orus Nature Rosé, elaborado pelo método tradicional e com 24 meses de maturação em garrafa, deixou entusiasmados todos os que estavam a minha volta. Um corte de 51% de Pinot Noir, 42% de Chardonnay e 7% de Merlot vinificado em branco, apresentava uma bela cor de casca de cebola, e foi o preferido de Célio Alzer, Winston, Marcos Lima, Paulo Nicolay, todos se desmanchando em elogios. Martha Storino trancou o disco e só dizia: "Nossa, gostei muito! Nossa, gostei muito... Mas não se alegrem tanto assim, porque a produção foi de apenas 610 garrafas! Bobeou, dançou...

    O segundo lançamento foi o frutado Adolfo Lona Charmat Brut, com apenas 7g/l de açucar e bastante agradável.

    Mas eu, andorinha solitária, gostei mesmo foi da excelência do Adolfo Lona Nature Pas Dosé, elaborado pelo método tradicional, um corte de 78% de Chardonnay, 15% de Pinot Noir e, de novo, 7% de Merlot vinificado em branco. Maravilhoso! Será o meu brinde para o Ano Novo, na praia de Copacabana!

    Oscar Daudt
    Os espumantes
    Adolfo Lona Brut Charmat Adolfo Lona Brut Rosé Charmat
    O festejado Orus Nature Rosé Tradicional Adolfo Lona Nature Pas Dosé Tradicional
    Meu preferido!
    Adolfo Lona Demi Aromático Charmat
    O enólogo
    Adolfo Lona Com o professor Célio Alzer Com Pepe Torras, presidente da tradicional confraria dos Companheiros da Boa Mesa
    O jantar harmonizado
    Salada de salmão defumado, mix de folhas, molho de queijo de cabra e tomilho Tilápia em crosta de gergelim preto ao molho de gengibre e cebolinha com legumes orientais Melão com sorvete de iogurte com calda de Vinho do Porto
    Os participantes
    Antonio Campos, da Importadora Zahil, apresentou o enólogo Sílvia Lona e Denise Albuquerque O sommelier Marcos Lima
    Sônia Campos e Bernardete Simonelli, do Fratelli Winston Lilian Boden, da Zahil, e Beatriz Lobato, do Market Ipanema
    A sommelier Deise Novakoski faz cara de cachorrinho abandonado... Bruno Agostini, do blog Enoteca, e Ignacio Carrau Denise e Paulo Nicolay
    Martha Storino e Célio Alzer Joana Dale, da revista Rio Show, de O Globo, e Marcela Groth Heloísa e Pepe Torras
    Ronaldo e Sônia Herdy: muita alegria em reencontrar um amigo depois de 20 anos! José Antônio e Clarice, do Market Ipanema Ricardo Pinto celebrou a diversidade da obra do Lona
    Teresa e Bernardete, filha e mãe (ou seriam irmãs, sei lá, não lembro mais...) Deise e Célio O jardim do Market Ipanema
    Comentários
    Ignacio Carrau
    icarrau@uol.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/11/2008 Quero agradecer a Importadora Zahil e a Vinícola Adolfo Lona pelo convite a um lindo evento enfeitado com grandes profissionais e melhores pessoas.

    Foi maravilhosa a oportunidade de reencontrar o Lona e a sua simpática esposa Silvia depois de muitos anos sem vée-los.

    Sem dúvida a espera valeu a pena, pois os espumantes sao assim como todo o que o Lona faz de altíssima qualidade e que só prestigíam ainda mais a jovem vitivinicultura brasileira.

    Abraços,
    Ignacio Carrau
    EnoEventos - Oscar Daudt - (21)9636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br