Eventos correlatos
  • Chile
  • Casa Flora

  • Tudo de bom!

    A Viña Santa Carolina, conhecido por dez entre dez enófilos, é na verdade, parte de um grande grupo de vinícolas, Carolina Wine Brands, que inclui também a Viña Casablanca, a Antares, a Viña Ochagavia - uma das mais antigas do Chile - e a argentina Finca El Origem. É realmente uma grande potência no mundo do vinho chileno, exportando para mais de 80 países e produzindo cerca de 20 milhões de litros por ano.

    Mas apesar desses números impressionantes, ela é capaz de nos inebriar com rótulos de pequena produção e grande deleite, conforme pudemos vivenciar em nossa viagem ao Chile, à convite da Importadora Casa Flora.

    Quem conhece apenas o onipresente Viña Santa Carolina Reservado, figurinha carimbada em todos os supermercados brasileiros, esqueça! Não tem nada a ver com a alta gama de vinhos que nos foi oferecida para degustação!

    A Viña Casablanca eu já conhecia bem, pois tive a oportunidade de degustar vários de seus vinhos em um jantar conduzido pela Miss Enóloga, Magdalena Sosa, há alguns meses atrás (clique aqui para recordar). Os seus Neblus e Nimbus deixaram saudades em minhas papilas.

    Mas da Viña Santa Carolina quase tudo era novidade para mim. E bota novidade nisso, pois a degustação que nos foi oferecida apresentou nada menos do que 15 vinhos dessa vinícola. Ainda bem que eu tive a sabedoria de não engolir!

    Mas as boas práticas de degustação foram pro brejo quando chegou o suculento VSC 2006, um corte com predominância de Cabernet Sauvignon, um nariz complexo com aromas de ameixas pretas, frutas maduras, chocolate, canela, e uma boca macia, com muito corpo, muita estrutura e bastante persistência. Quase que eu pedi um garfo para bebê-lo! Era tudo de bom!

    Para meu gáudio e satisfação, o almoço que se seguiu à degustação foi regado a VSC. E como eu não me contento com pouco, ainda passei na loja da Santa Carolina e comprei algumas garrafas para trazer de volta prá casa. A viagem termina, mas a alegria continua!

    Mas nem só de VSC viveu a degustação! Ficaram gravados em meus neurônios de deliciosas experiências também o Santa Carolina Barrica Selection Syrah 2007, com aromas de framboesas e violetas, carnudo, intenso e prolongado, e o Santa Carolina Reserva de Familia Carmenère 2007, com seus aromas de frutas vermelhas, herbáceos e chocolate, um vinho potente e com taninos muito elegantes!

    Bem, o tratamento que recebemos foi altamente mordômico! Conforme vocês poderão verificar nas fotos abaixo, não houve economia nem com vinhos, nem com comida! Fomos levados aos mais badalados restaurantes de Santiago, onde pudemos provar uma miríade de frutos do mar, muitos dos quais para mim desconhecidos e com nomes tão improváveis quanto locos, machas, berberejos e erizos! Foi quase um curso de biologia marinha!

    Obrigado à Viña Santa Carolina! E sempre que bater a saudade dos novos amigos chilenos, abrirei um VSC e recordarei os belos momentos vividos!

    Oscar Daudt
    Visita à Viña Santa Carolina
    A degustação
    VSC 2006
    Região: Valle del Maipo
    Castas: 70% Cabernet Sauvignon, 10% Petit Verdot, 10% Malbec e 10% Carmenère
    Álcool: 14,5%
    18 meses em carvalho francês
    A degustação foi comandada pelo enólogo Iván Martinovic
    Todos os vinhos da degustação Ivan e a promotora da viagem, Cristina Neves Todos ganharam um bonito chapéu
    A visita às instalações
    Fomos homenageados com a bandeira do Brasil hasteada A foto oficial Nossa guia, Maria José Alvarez, Gerente de Relações Públicas A loja
    O bar Os ícones da Santa Carolina à venda
    O almoço nos jardins
    Antepastos Carpaccio de locos con emulsión de berros y limón sutil Angelloti relleno de frutos secos con estofado de cordero Filete de res relleno de queso ahumado en crosta de avellanas con salsa de estragón acompañado de puré rustico de papas y albahaca
    O Filete foi harmonizado com o estupendo VSC, ícone da Viña Santa Carolina. Tiramizu con sorbet de frutillas As mesas do almoço  
    Os anfitriões
    Felipe, Gerente-Geral da Santa Carolina, e Cristina Neves, a promotora da viagem Cristián Benaventa, Diretor de Exportações para a América Latina, e o enólogo Iván Martinovic
    Christian Wyle, Diretor de Exportações Christophe O alto-astral de Maria José Alvarez, Gerente de Relações Públicas
    Os convidados
    O vice-presidente da SBAV, Homero Sodré O jornalista Alexandre Lalas A crítica de gastronomia Danusia Barbara Trio de sommeliers: Giuliana Ferrera, da Figueira Rubaiyat, Marcos Lima e Ramatis Russo
    Giuliana, Ramatis, Marcos e Lalas As mulheres, devidamente floridas
    A jornalista Leila Youssef, de O Globo Cristina Eu e Maria José
    Visita e degustação da Viña Casablanca
    Visita aos vinhedos
    Os vinhedos Os pequenos cachos já estavam aparecendo...
    Irrigação por gotejamento (bela foto!) A plantação é toda orgânica... e o dedo do Lalas Magdalena Sosa, a enóloga da Viña Casablanca, é uruguaia e ficou toda feliz em compartilhar um chimarrão comigo
    O enólogo de campo O Rizotron é uma janela cavada no vinhedo para acompanhar o desenvolvimento das raízes e saber a hora certa de alimentar as videiras
    Mais uma foto oficial do grupo Maria José Ramatis e a Miss Enóloga
    A degustação em Viña del Mar
    Cefiro Colección Privada Sauvignon Blanc 2008
    Região: Valle de Casablanca
    Castas: 100% Sauvignon Blanc
    Álcool: 13,4%
    Acidez: 4,02g/l
    Nimbus Single Vineyard Sauvignon Blanc 2008
    Região: Valle de Casablanca
    Castas: 100% Sauvignon Blanc
    Álcool: 13,1%
    Acidez: 4g/l
    Cefiro Colección Privada Chardonnay 2008
    Região: Valle de Casablanca
    Castas: 100% Chardonnay
    Álcool: 13,8%
    Acidez: 3,78g/l
    Nimbus Single Vineyard Gewürztraminer 2008
    Região: Valle de Casablanca
    Castas: 100% Gewürztraminer
    Álcool: 13,9%
    Acidez: 3,8g/l
    Cefiro Colección Privada Syrah Rosé 2008
    Região: Rapel e Valle de Casablanca
    Castas: 100% Syrah
    Álcool: 13,2%
    Acidez: 3,74g/l
    Nimbus Single Vineyard Pinot Noir 2007
    Região: Valle de Casablanca
    Castas: 100% Pinot Noir
    Cefiro Colección Privada Carmenère 2007
    Região: Valle del Rapel
    Castas: 100% Carmenère
    Álcool: 14,1%
    Acidez: 3,15g/l
    Nimbus Single Vineyard Merlot 2007
    Região: Valle del Colchagua
    Castas: 100% Merlot
    Álcool: 14,1%
    Acidez: 3,4g/l
    Cefiro Colección Privada Cabernet Sauvignon 2007
    Região: Valle del Maipo
    Castas: 100% Cabernet Sauvignon
    Álcool: 14,1%
    Acidez: 3,33g/l
    Nimbus Single Vineyard Syrah 2007
    Região: Valle de Casablanca
    Castas: 100% Syrah
    Álcool: 14%
    Neblus 2005
    Região: Valle de Casablanca
    Castas: 60% Cabernet Sauvignon e 40% Merlot
    Álcool: 14,4%
    Acidez: 3,64g/l
    Sparkling Casablanca Brut Blanc de Blancs
    Região: Valle de Casablanca
    Castas: 92% Chardonnay e 8% Chenin Blanc
    Álcool: 13,2%
    Acidez: 4,79g/l
    A degustação foi comandada por Magdalena O evento foi realizado no restaurante Enjoy Del Mar Degustação à beira-mar... ... ao lado do Cassino
    O almoço
    Preparado pelo chef Marco Valenzuela
    Os participantes
    Alfonso Entrala, gerente de produto da Santa Carolina, e Leila Marcos gostou muito, muito do Neblus Ramatis Giuliana
    Danusia Lalas Homero Magdalena e Alfonso
    Cristina Magdalena
    Turismo em Santiago
    Palacio de la Moneda Os picos ainda um pouco nevados de Santiago
    Santiago é uma cidade moderna, limpa, organizada. Como diria nosso presidente: Nem parece que estamos na América do Sul" A estátua de Salvador Allende Nosso motorista, o Leôncio
    Jantar no La Mar - Cebicheria Peruana
    Jantar no SantaBrasa Parilla
    Jantar no Zanzibar
    A travessia dos Andes
    Na terceira foto, o pico do Aconcágua
    Comentários
    Eduardo Amaral
    edupamaral@hotmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    25/11/2008 Grande Oscar,

    Grande viagem! Brancos e tintos de Casablanca e Santo Antonio são minhas preferências atuais no Chile.

    O que achou do Zanzibar?

    []s e sucesso,
    Eduardo Amaral

    O Zanzibar é maravilhoso, não só a comida, como o ambiente, muito bem transado, ao ar livre. É claro que a varanda, onde ficamos, só abre alguns meses por ano, pois o frio do inverno lá congela qualquer um que estiver ao relento.

    E ainda teve uma dança do ventre muito legal!

    Abraços
    Oscar
    Roberto Cheferrino
    bobchef@hotmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    25/11/2008 QUE A MALDIÇÃO DE BACO CAIA SOBRE MIM E A SANTA CAROLINA QUE ME PROTEJA... mas é impossível deixar de registrar a encantadora imagem da vossa anfitriã... Maria José Alvarez
    EnoEventos - Oscar Daudt - (21)9636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br