Matérias correlatas
Análises de preços
Atualização de 30/10/2008
 
Uma das grandes vantagens de se publicar matérias pela Internet, em comparação com a imprensa escrita, é a flexibilidade de se poder atualizar as reportagens, depois que as mesmas já foram para o ar.

Em função disso e atendendo a sugestões de alguns leitores, decidi incluir mais dois estabelecimentos na comparação de preços de vinhos em supermercados.

Uma das sugestões era o Hortifruti de Botafogo. No entanto, essa loja de vinhos, apesar de localizada em um hortomercado, possui rótulos mais diferenciados e não conseguimos encontrar 15 vinhos de nossa relação de vinhos mais comuns, quantidade mínima fixada pela metodologia para que o estabelecimento pudesse ser incluído na classificação.

A outra sugestão era a de incluir a CADEG. Bem, eu chamo a loja de CADEG para facilitar a localização. Na verdade, CADEG é a Central de Abastecimento em que 2 lojas de vinhos, do mesmo dono, estão localizadas. O nome da loja visitada é Griffe do Vinho (foto acima), mas nem letreiro na porta tem.

Eu já conhecia essas lojas e até ja havia colocado uma matéria em nosso blog a respeito há mais de um ano (confira aqui). No entanto, como elas não são um supermercado, foram deixadas de fora da primeira versão. Imperdoável omissão, pois ao fazer o levantamento de seus preços, ficou claro para mim que ali tínhamos um vencedor.

Os preços são imbatíveis. O estoque vai muito além dos vinhos de supermercado e podem ser encontrados por ali rótulos bastante sofisticados. A variedade é imensa! E, para quem quer se preparar com estilo para o Ano Novo, os menores preços para champagnes Veuve Clicquot e Moët Chandon Imperial, eu encontrei por lá! A Salton Evidence está por 32,90; a Chandon Brut por 29,90! É prá morrer de raiva quem pagou quase o dobro pelas mesmas garrafas!

Sua inclusão no estudo deixou o campeão da primeira versão comendo poeira! Dois 45 vinhos de nossa relação ali encontrados, nada menos do que 31 apresentavam o menor preço dentre todos os concorrentes.

Claro que o recálculo do índice com os novos dados, provocou uma reviravolta na tabela, e aqueles que já estavam em uma posição vexatória, ficaram ainda pior na fita! O Wal Mart que já tinha um inacreditável índice de 51,6 na primeira versão, pulou para escandalosos 67,5! É mole?

De ruim, as lojas da CADEG têm as péssimas condições de armazenamento, vendedores atenciosos mas que não entendem nada de vinhos e a distância para quem mora na Zona Sul. Mas na verdade, para mim, que moro em Laranjeiras, é mais rápido ir a Benfica do que ir até a Barra.

Apesar dos pontos negativos, uma viagem à CADEG é quase que obrigatória. Vale a pena e muito para quem quer fazer um bom estoque de vinhos. Convidem seus amigos, façam uma carona solidária e encham o porta-malas de vinhos. É economia garantida!
 
Introdução (da primeira versão da análise)
 
Em setembro passado, publiquei uma matéria comparando os preços de vinhos nos supermercados Zona Sul e Pão de Açúcar. Para tanto, utilizei as informações disponíveis nas páginas dessas duas cadeias de lojas, as únicas do Rio de Janeiro que apresentam seus preços on-line.

O interesse despertado pela matéria foi enorme. Muitos comentários dos leitores e uma grande quantidade de acessos. Foi uma das matérias mais lidas do ano! Em um dos comentários, um leitor lastimava a não inclusão de outras lojas na comparação.

Isso me levou a pensar em fazer um levantamento mais completo do mercado de vinhos de supermercado no Rio de Janeiro, dessa vez sem a restrição da pesquisa pela Internet. Os preços seriam levantados nas próprias lojas, quando necessário, de forma a poder incluir o maior número de estabelecimentos possível.

Eis aqui, portanto, o resultado de nossa pesquisa. Foram 13 lojas pesquisadas! O Zona Sul e o Pão de Açúcar tiveram, novamente, seus preços obtidos pela rede. Todos os demais foram pesquisados nas próprias lojas, nos dias 27 e 28 de outubro.

Procuramos conferir os rótulos mais usuais, aquelas figurinhas carimbadas de todas as prateleiras. Em resumo, obtivemos os preços de 66 diferentes rótulos, num total de 364 preços.

Os resultados assustam! As diferenças são gigantescas e inexplicáveis. Como compreender que um vinho custe R$12,90 em um supermercado e R$34,18 em outro? 164% a mais! Isso já beira a crime contra a economia popular! E esse é apenas o caso mais gritante. Existem diversos outros exemplos em que um vinho custa mais do que o dobro de uma casa para outra... Fala sério!

Confiram na tabela abaixo a classificação dos supermercados e façam suas compras de forma consciente!

Oscar Daudt
 
Metodologia
 
Foram adotadas as seguintes premissas para o levantamento e a análise dos dados:

  • para que um vinho fosse considerado para a análise, deveria ser encontrado em pelo menos 2 supermercados;

  • para que um supermercado fosse incluído na classificação, deveria ter no mínimo 15 cotações; todos os supermercados pesquisados obtiveram essa quantidade;

  • não foram considerados preços promocionais; utilizamos sempre preços de lista; no caso do Carrefour, no entanto, podem ter sido considerados alguns poucos valores promocionais, devido à dificuldade de se identificar essa condição naquela loja;

  • outra exceção à regra acima foram os espumantes Chandon nos Supermercados Pão de Açúcar, pois muito embora esses vinhos estivessem em promoção, ainda assim o Pão de Açúcar apresentava o maior preço dentre todos os supermercados conferidos (não faço idéia de quão abusivos devem ser os preços normais para esses vinhos!);

  • não levamos em consideração as safras, pois partimos da premissa que esses vinhos comerciais não apresentam variação de preço de safra para safra;

  • em alguns casos, também não diferenciamos castas, pois usualmente os vinhos de supermercado apresentam o mesmo preço para as diferentes uvas de uma mesma linha.
  •  
    O Índice de Classificação
     
    O índice utilizado para a classificação dos supermercados indica a variação média dos preços dos vinhos de um estabelecimento em relação ao preço mínimo encontrado em todas as redes.

    Com isso, o supermercado ideal seria aquele que obtivesse a variação zero, indicando que todos os seus preços são iguais ao mínimo.

    A CADEG ficou bem perto disso, obtendo o índice 2,4 que significa que, em média, seus preços são apenas 2,4% acima dos preços ideais.

    No extremo oposto, ficaram os supermercados Wal Mart, com um escandaloso índice de 67,5, o que mostra que seus preços são, em média, 67,5% acima do preço mínimo. Eu, pessoalmente, não consegui entender a estratégia de preços dessa multinacional, tendo em vista que, nos Estados Unidos, suas lojas são reputadas como de preço baixo. As terras tupiniquins parece que transtornaram a cabeça deles!
     
    Classificação dos supermercados
    Classifi cação Supermercado Índice Qtd de preços levantados Qtd de menores preços Qtd de maiores preços Lojas Observações
    1 CADEG 2,4 45 31 1 2 lojas, ambas na CADEG A loja do primeiro andar é mínima, mal dá para caminhar. A do segundo andar é um pouco mais espaçosa, mas ainda pequena. Quando eu estive lá no verão, só faltava o eucalipto para ser uma sauna. Os vinhos devem cozinhar lá dentro. Mas como a rotatividade é muito grande - muitos restaurantes se abastecem por lá - nem dá tempo de estragar os vinhos.

    O serviço é atencioso, mas os vendedores não sabem nada de nada.

    O estoque é, disparado, o melhor e mais variado de todos os demais. Vai muito além de vinhos de supermercado!
    2 Mundial 10,4 35 15 - 18 lojas por toda a cidade Embora os preços sejam atraentes, as lojas não são. Em determinadas filiais, é preciso estômago forte para encarar a sujeira, o mau-cheiro, a desorganização e o mau atendimento. Filas intermináveis. Na maioria, vinhos da linha básica, mas alguns rótulos interessantes. Os preços valem o sacrifício!
    3 Prezunic 19,4 29 2 2 29 lojas no Grande Rio, mas apenas uma na Zona Sul Eu conheço apenas a loja de Botafogo e é uma maravilha! Espaçosa, limpa, organizada, com estacionamento e funcionários atenciosos. Média variedade de vinhos.
    4 Ultra 25,0 16 2 - Poucas lojas na Glória e Catete Apenas o básico do básico, em lojinhas acanhadas.
    5 Zona Sul 26,1 21 5 - 30 lojas concentradas, como não poderia deixar de ser, na Zona Sul Podem me chamar de puxa-saco do Zona Sul, mas continua sendo meu preferido para a compra de vinhos. Embora algumas lojas sejam pequenas e desconfortáveis, o atendimento é de primeira qualidade, com um sommelier em cada loja, limpo e com vários rótulos de importação própria. E ainda oferece a seus clientes espetaculares degustações a cada estação. Qual outro mercado faz isso?
    6 Carrefour 27,5 44 8 6 Poucas lojas e nenhuma na Zona Sul Excelente estoque de vinhos, grande variedade, limpeza, organização e mau atendimento.
    7 Princesa 30,0 30 - 4 7 lojas, sendo 6 na Zona Sul Pouca variedade da linha inferior.
    8 Mercadez 31,1 18 - 1 Poucas lojas pela Glória, Catete e Flamengo De novo, o básico do básico, com lojas sujas e acanhadas.
    9 Portofino 35,3 16 - - 1 loja em Copacabana ligada à Rede Economia Pouca variedade.
    10 Sendas 43,5 20 - 4 Muitas lojas espalhadas pela cidade Embora eu tenha levantado os preços na filial de Botafogo, vou falar da filial do Largo do Machado, que é a que eu mais conheço. Imunda, desorganizada, péssimo atendimento. Quem passa pela entrada do estacionamento, já sente aqueles aromas de - procurando uma palavra publicável - mercaptano que exalam lá de dentro. É verdadeiramente nauseabundo! E ainda por cima é caro!
    11 Extra 45,0 45 1 14 10 lojas, nenhuma delas na Zona Sul Boa variedade de rótulos, boas instalações. Preços sofríveis.
    12 Farinha Pura 47,2 29 - 6 Apenas 1 loja na Cobal do Humaitá Excelente variedade de produtos nesse mercado, com alguns rótulos bem interessantes. Pena que seja tão caro.
    13 Pão de Açúcar 53,8 23 2 9 9 lojas, concentradas na Zona Sul Excelente variedade, limpeza e bom atendimento. Preços horríveis.
    14 Wal Mart 67,5 38 1 23 2 lojas, uma na Barra e outra na Tijuca Excelentes instalações, iluminação e atendimento. Boa variedade de rótulos. Preços extorsivos.
    Maiores diferenças
      Esses são apenas alguns exemplos, os mais escandalosos, de como alguns supermercados estão metendo a mão no bolso dos enófilos desamparados:  
      Vinho Menor preço Maior preço Diferença percentual  
      Santa Carolina Reservado CS 10,47 (Cadeg) 27,75 (Wal Mart) 166,83%  
      Miolo Espumante Terranova Moscatel 13,90 (Cadeg) 36,98 (Wal Mart) 166,04%  
      Salton Volpi Cabernet Sauvignon 12,90 (Extra) 34,18 (Wal Mart) 164,98%  
      Almadén CS 9,90 (Cadeg) 21,42 (Wal Mart) 116,36%  
      Miolo Espumante Brut 21,90 (Carrefour) 46,98 (Wal Mart) 114,52%  
      Salton Espumante Reserva Ouro 17,90 (Cadeg) 37,90 (Prezunic) 111,73%  
      Grandjo Douro Branco 23,95 (Mundial) 49,98 (Carrefour) 108,68%  
      Esporão Monte Velho Tinto 24,90 (Cadeg) 51,47 (Pão de Açúcar) 106,71%  
      Concha y Toro Reservado SB 14,50 (Cadeg) 29,80 (Farinha Pura) 105,52%  
    Fonte dos dados
      Supermercado Local do levantamento  
      CADEG Loja do 2° andar  
      Mundial Filial Recreio  
      Prezunic Filial Botafogo  
      Ultra Filial Rua do Catete  
      Carrefour Filial Barra  
      Zona Sul Internet  
      Mercadez Filial Rua do Catete  
      Princesa Filial Rua das Laranjeiras  
      Portofino Filial Copacabana  
      Extra Filial Barra  
      Pão de Açúcar Internet  
      Sendas Filial Voluntários da Pátria  
      Farinha Pura Filial Cobal do Humaitá  
      Wal Mart Filial Barra  
    Planilha de dados
      Para obter a planilha com os preços utilizados para esta análise, clique aqui.  
    Comentários
    Leandro Gualberto
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Mais uma vez, parabéns pelo trabalho de fazer tal comparaçao.

    Sou obrigado a descordar sobre o Mundial Recreio, que comparado com outras filiais é bem mais espaçoso, limpo e organizado. Não é exemplar, mas possui rótulos com preços excelentes. Quanto as filas, sinceramente nunca demorei mais do que 5 minutos para ser atendido. Nem no Zona Sul, Extra e Carrefour isso acontece.

    Carrefour tem boa variedade - se bem que fui procurar algum pinot grigio e não encontrei - mas peca em atendimento. Sinceramente, pra me dar conselho ruim prefiro que nao tenha sommelier mesmo. Além disso os preços estão acima da média.

    Prezunic Recreio. Esse sim é um inferno, sujo, tumultuado, quente e sem variedade alguma. Só 2a linha. No máximo meia dúzia de garrafas decentes, porém de pé há semanas e todas empoeiradas. Não entro nunca mais em nenhum da rede. Fui seguir os conselhos de outra pesquisa aqui e me arrependi. Talvez seja problema dessa filial, mas não entro mais.

    Zona Sul é exatamente como comentado e quando faz promoções fica bem competitivo mesmo. Além disso é o mais agradável, apesar do tamanho.

    Você tem razão quanto à filial Recreio do Mundial. É boa. As que eu acho indecentes são a da Barata Ribeiro e a da Rua do Riachuelo, verdadeira pocilga!

    Oscar
    Cláudia Holanda
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Dá-lhe Mundial!!!!!

    mais uma vez, parabéns Oscar. Eu bem sei que uma pesquisa dessa dá trabalho.

    beijoes
    Johnson Rogenski
    São Paulo
    SP
    28/10/2008 Em São Paulo, a variação também é grande . O Pão de açucar é o mais organizado, mas , algumas vezes , o preço passa de R$ 100,00 para R$19,90 , para queima de estoque .

    Alem de variarem muito , a gente nunca sabe o real lucro deles . Meu amigo tem uma importadora e ele vende vinhos para min e para o Pão de açucar à R$ 13,50 , o mercado repassa a R$ 45,00 . Entã ninguem entende .

    Abraços , Johnson
    Ernani Costa
    diretoria@conen.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Caro Oscar,

    Sensacional seu trabalho para o "Vinho nosso de cada dia". Parabéns.

    Gostaria de informar que no San´s Club, tenho encontrado valores inferiores aos supermercados, em quase todos os rótulos.

    Um grande abraço,
    Ernani Costa
    Mauro Raja Gabaglia
    mrglins@ig.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Parabéns Oscar por mais este grande serviço prestado a seus leitores.

    Um dos motivos do Mundial ser o mais barato, talvez seja o fato dele não trabalhar com cartões de crédito. Sempre que posso, encaro a sujeira de lá...

    Este ano comprei um Salton Talento 2002 por R$38,00, mais barato do que na própria vinícola!

    Abraços,
    Mauro
    Ana Andrade
    anabened@gmail.com
    São Paulo
    SP
    28/10/2008 Supermercado sujo, que atende mal, com certeza não vai ter nenhuma preocupação com a qualidade da armazenagem, exposição. Melhor pagar um pouco mais em fornecedores que cuidem bem do vinho.

    Era bom vc vir fazer uma pesquisa dessas aqui em SP.
    Adriana
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Obrigada por todo esse trabalho!
    Paula Attie
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Adorei a pesquisa, muito útil mesmo!

    concordo pelnamente que o Zona Sul larga na frente, ontem mesmo fui até lá comprar um vinho português indicado pelo blog do Pedro Landim, já no blog do Bruno Agostine também encontrei hoje uma postagem maravilhosa a respeito da compra de vinhos em supermercado!

    Portanto obrigada pela prestação de serviços de todos vocês aos apaixonados pelo mundo do vinho!
    Roberto Vieira
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Sensacional. Parabéns por mais esse trabalho tão fundamental para nós brasileiros que gostamos de vinho mas não abrimos mão de bons preços.
    Nei Augusto Ribeiro
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Grande Oscar

    Parabéns pelo bom trabalho, você está caminhando para ganhar o OSCAR (com trocadilho).

    É muito bom ver seu depoimento sincero, muitas vezes duro, pois reflete o pensamento dos consumidores destes estabelecimentos.

    O Zona Sul ainda é um modelo a seguir em termos de higiene, mas precisa atentar mais para questão de divergências significativas de preço.

    Quanto ao Mundial, raras as vezes que comprei vinhos lá, pois temo muito pela conservação, já tinha experiência em adquirir estragado.

    Mais uma vez PARABÉNS.

    Sugestão: Torne esta avaliação periódica que as coisas mudam. Em breve alguma revista de renome (ADEGA !!) vai publicar suas pesquisas.

    Saudações
    Nei Augusto Ribeiro
    Antonio Carlos Ferreira 28/10/2008 Oscar,

    Mais um belíssimo trabalho seu. Parabéns pela maneira como a pesquisa foi feita.

    Sua opinião sobre a maioria dos supermercados está realmente alinhada com o que nós pensamos.
    José Paulo Schiffini
    schiffini@globo.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Oscar, parabéns.

    Agora observem que a grande maioria dos vinhos é vendida abaixo de R$50,00 ! São vinhos básicos, mas suficientes para atrair os vinhos de patamar de qualidade um pouco melhor, serem vendidos a preços, que deveriam ficar nas faixas superiores de R$ 10,00 em R$ 10,00 até R$ 100,00, onde estão os importadores que ainda não perceberam esta oportunidade de fazer o mercado crescer debaixo para cima...

    Eu acho que se considerarmos os impostos embutidos, e a margem escandalosa em alguns casos, poderemos dizer, que os vinhos ainda poderão baixar muito mais de preço e finalmente transformarmos o Brasil, numa terra de enófilos conhecedores e consumidores da bebida mais nobre existente.
    Marcelo Prudente
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Igualmente parabenizo essa brilhante e trabalhosa iniciativa que tanto nos ajuda. Por favor, continuem assim.
    Paulo Dionello
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Excelente trabalho Oscar! Parabéns!

    Concordo plenamente sobre o Zona Sul e ressalto o conforto que oferece de poder escolher o vinho na prateleira e degustar com uma deliciosa pizza na própria loja.
    Anderson Amorim de Amorim
    adeamorim@uol.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Prezado Oscar;

    Parabéns é pouco !!!

    Um trabalho dessa envergadura não pode se extinguir. Deixo minha proposta de que tal levantamento deva acontecer trimestralmente, pois assim o nosso desamparo será certamente menor, e as redes pesquisadas poderão mostrar as correções, ou não, que fizerem.
    Maria Tomasia Middendorf
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Parabéns Oscar! Você tem toda razão quando se refere à Sendas do Largo do Machado, é imunda, os seus vinhos caros, além de não serem confiáveis devido à falta de refrigeração na loja.

    Com essa pesquisa, você nos poupa tempo e dinheiro e podemos ir aos lugares certos.

    Maria Tomasia
    Fernanda
    fernanda.corrida@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 O melhor lugar para se comprar vinhos bons e em um preço acessivel é a Cadeg em Benfica. Gosto muito do Zona Sul, mas a Cadeg tem duas lojas com muita variedade. A loja do andar mais acima dao boas dicas. Sempre que segui suas sugestões fiquei satisfeita.
    Aguinaldo Aldighieri
    Rio de Janeiro
    RJ
    28/10/2008 Oscar

    Excelente ! O Mundial realmente tem preços ótimos, especialmente em vinhos portugueses, mas a diversidade de outras origens não é tão grande quanto o Zona Sul.A loja do Mundial que eu conheço é a do Largo da 2ª Feira, que não é muito atraente mas é bem iluminada e sem sujeira.
    RC
    http://dorescapitais.wordpress.com
    Brasília
    DF
    29/10/2008 Algumas sugestões para uma eventual reedição do teste.

    Primeiro, pesquisar em outras redes (e até nas mesmas), fora do eixo Zona Sul-Barra. Às vezes, o mesmo supermercado cobra preços diferentes, em filiais localizadas em bairros distintos.

    Segundo, considerar os preços promocionais. Uma questão é que há supermercados que vendem como "promoção", mas não é promoção alguma. Outra é que, como a amostragem é relativamente grande, as distorções das promoções acabariam compensadas mutuamente.

    Sobre um dos comentários anteriores, quanto à conservação dos vinhos nos supermercados mais "sujos", isso é relativo, no casos dos vinhos comparados. Como os vinhos são em sua maioria de safras recentes e para consumo imediato, a não ser que a armazenagem seja de fato TENEBROSA, não vai prejudicar o vinho.

    Abraços.
    Teresa Jóia
    tjoiarj@yahoo.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/10/2008 Trabalho "ES-PE-TA-CU-LAR".

    O Zona Sul também é o meu preferido!!

    bjks,
    Rogerio Pereira
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/10/2008 Muito legal a pesquisa. Senti falta do Hortifruti que na loja de Botafogo inclusive tem funcionário específico no atendimento.

    Abs
    Igor Fernández
    igorfernanndes@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/10/2008 Oscar, parabéns pelo trabalho!!

    Gostaria de lhe indicar a rede Hortifruti, pois acho sempre bons vinhos por lá, a preços bem razoáveis e com um funcionário "quase sommelier" para auxiliar! As lojas são bem limpas, amplas e o atendimento é sempre muito bom, sem falar que tem lojas espalhadas no Rio inteiro. Acho que vale a pena entrar na próxima pesquisa!!!

    Grande abraço!!
    Marcos Pivetta
    jornaldovinho@jornaldovinho.com.br
    São Paulo
    SP
    29/10/2008 Oscar,

    Belíssimo trabalho. Parabéns!!

    Não entendo como o grupo Pão de Açúcar pode ser o maior vendedor de vinhos do país como os preços abusivos que eles cobram. Será que eles são muito espertos ou a gente, consumidor, é muito bobo?
    André Martins
    andremartins@espacodovinho.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/10/2008 Excelente trabalho. Parabéns.
    Julio Berruezo
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/10/2008 Caro Oscar,

    Depois de ler a sua pesquisa e os comentários, ficam no ar algumas perguntas:

    Como os mercados chegam ao preço final de seus vinhos?

    E como alguém explica uma variação de 164,98%?

    Parabéns, mais uma vez.
    Claudio Fusco
    c.fusco@terra.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/10/2008 PARABÉNS PELA APRESENTAÇÃO DESTE TRABALHO.

    Os comentários sobre as condições dos estabelecimentos é fundamental,pois todos deveriam cobrar da gerência da loja e enviar e-mails para melhorar condições de higiene e organização e para algumas lojas de vinho, também vale o recado.
    Lopes 29/10/2008 Caro Oscar,

    Por que você não usa a sua energia e recursos para abrir um negócio ligado ao vinho?

    Eu ando pensando nisso. Mas eu gostaria que meu negócio pudesse oferecer preços de arrasar quarteirão, para manter a consistência com o trabalho de defesa do consumidor de vinhos que eu desempenho hoje. Infelizmente, ainda não sei como fazer isso...
    Luciano
    São Paulo
    SP
    29/10/2008 Caro Oscar,

    Seria interessante você ampliar sua pesquisa para a qualidade do serviço destes supermercados. Afinal, vamos ver porque são tão caros: margens muito altas? compras mal feitas? custos mais elevados? Alguma razão tem que existir.

    Eu voto na primeira hipótese... Mas infelizmente não há como o consumidor ter acesso às informações que podem responder a essas perguntas. A única arma do consumidor é comprar onde é mais barato e onde ele é melhor atendido.
    Carlos Reis
    reis.carlos@globo.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/10/2008 Oscar,

    Como sempre seu trabalho é primoroso e independente, faço questão de salientar.

    Para mim, o Zona sul é imbatível, inclusive com depósito climatizado e consultoria do Danio Braga. Tem variedade, desde vinhos argentinos e chilenos até os clássicos italianos - Amarone, três Brunellos, vários Chiantis, Barolo etc até vinhos brancos alemães (Kabinett, Spätelese), Chateauneuf-du-pape (uns dois rótulos) e muitos outros... Em promoção então, melhor ainda, embora estejam rareando ultimamente as promoções por países. Além disso, ouvi que os vinhos da Tarapacá Ex Zavala não serão mais vendidos pelo Zona Sul (obviamente serão vendidos mais caros por alguma importadora). Não sei se é verdade.

    O Prezunic (o de Botafogo é show) e o Mundial (o da tijuca é um pouco melhor) vendem o Cartuxa por excelentes preços (uns 60 e poucos reais contra 104 reais da Estação do Vinho), o EA, e os da Esporão, inclusive o Reserva também por bons preços.

    Por fim, em relação a um comentário postado de que revistas como a Adega deveriam fazer esse tipo de pesquisa, duvido, a menos que comprem os vinhos que degustam e noticiam (não sei se é assim), sem recebê-los "gratuitamente".

    Parabéns de novo!

    Carlos Reis
    Gustavo Silveira
    gustavogsilveira@hotmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/10/2008 Oscar, parabéns.

    Seu trabalho, árduo, como sempre é de imensa utilidade para todos nós apreciadores de vinhos.

    Assim, vemos quem apenas visa o lucro (como é correto no bom capitalismo) e quem vive de verdadeira extorsão.
    GPG 29/10/2008 Ola Oscar! como sempre super bom seu blog.

    Eu nao entendo esta coisa de pq nao comprar barato pois quando tem representantes que vendem bem mais barato os mesmos vinhos de qualidade que outros vendem mais caro. pouquissimos supermercados e lojas especializados se interessam. o que eu sinto que o negocio aqui é feito atraves de "compras por interesse", isto é: o comprador responsavel conhece alguem da importadora e este ganha comissao nas compras efetuadas (como na nossa politica...!)

    Se nao estiverem de acordo com isto, por favor me expliquem o que acontece.

    abraços
    TPD
    Lauci esposa do Roberto 30/10/2008 Quem sabe faz e eu tiro o chapéu pra ele
    Felipe 30/10/2008 Parabéns pela pesquisa.
    Nilson Roberto
    nilsaorp@hotmail.com
    São José do Rio Preto
    SP
    30/10/2008 Olá caro Oscar,

    mais uma vez Parabéns pelo grande trabalho desenvolvido em prol dos enofilos de todo o Brasil. Apesar da pesquisa ter sido realizada apenas na cidade do Rio, ela nos dá um parametro do mercado de vinhos a nivel Nacional nos supermecados, uma vez que as grandes redes como Wall Mart, Pão de Açucar e Carrefour possui uma central que cuida dos preços de todas as filias no Brasil.

    Meu caro, não conheço as lojas ai do Rio, mas o seu comentario e do confrade Leandro Gualberto em relação ao atendimento da filial do Carrefour na Barra me deixou intrigado, pois sou atendente de vinho dessa rede e essa filial é a unica que tem dois atendentes do qual eu os conheço pessoalmente inclusive um é sommelier formado pela ABS do Rio é o Adriano Henrique, procure-o lá, pois tenho certeza que serão bem atendidos e receberão boas indicações.

    Um Grande Abraço e mais vez.....Parabéns!!!!!

    Não freqüento assiduamente o Carrefour, pois todas as poucas lojas são muito fora de mão para mim. Mas todas as vezes em que fui até a filial Barra, apesar de eles terem uma adega grande, bonita, destacada, nunca encontrei ninguém por lá. E o mau atendimento a que me referi foi também devido aos empregados das caixas, muito mal treinados e preguiçosos.
    Rodolfo Paranhos
    Rio de Janeiro
    RJ
    30/10/2008 Parabéns pelo seu trabalho e mais ainda por torná-lo público. Suas dicas são bem úteis.

    Concordo que o Zona Sul provavelmente é a melhor combinação para preço / variedade / limpeza. Como eles importam muito, creio que conseguem ter preços menos abusivos.

    Que sua pesquisa possa ser feita periodicamante.

    parabéns e muito obrigado,
    rodolfo
    Guilherme Costa
    Rio de Janeiro
    RJ
    30/10/2008 Oscar,

    Você, como sempre, extremamente eficaz e amigo, pensando no coletivo...... Parabéns por mais esta excelente reportagem/pesquisa......

    Abraços
    Santé!!!!
    Guilherme
    Sergio Fiuza 30/10/2008 PARABENS!Suas pesquisas não ajudam só os enófilos,ajudam o Brasil.
    Gustavo Silveira
    gustavogsilveira@hotmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    30/10/2008 O índice do Mundial foi alterado?

    Gustavo,

    Os índices são calculados em relação ao preço mais baixo de cada vinho encontrado na pesquisa. Como a inclusão da CADEG trouxe muitos preços mais baixos do que aqueles anteriormente existentes, todos os índices foram recalculados de acordo com a nova realidade.

    Oscar
    Ines
    inesroch@pobox.com
    30/10/2008 Vale lembrar ao público leitor sob a forma de pagamento na Cadeg - se cartão, só no débito ou dindin....boa sorte!!!

    Bem lembrado, Inês! Eu esqueci de falar sobre isso.

    O esquema é o seguinte: a loja do segundo andar realmente só aceita cartão de débito ou dinheiro vivo; já a loja do primeiro andar, aceita cartão de crédito, mas os preços são um pouquito mais altos. Há um ano atrás, a maioria dos vinhos custava 1 real a mais na loja de baixo.

    Oscar
    Eliane Aristóteles
    Rio de Janeiro
    RJ
    30/10/2008 Oscar, parabéns! O trabalho que realizaram é de qualidade e de grande interesse para nós. A pesquisa com as devidas comparações está fantástica.

    Imprimi a planilha e vou correndo à CADEG...

    Forte abraço.
    Robert Phillips 30/10/2008 Oscar, acho que deverias verificar a credibilidade dos fornecedores antes de compara-los com os tradicionais que são honradores dos seus compromissos.

    Caro Robert,

    Ficou um pouco obscura sua postagem... Dá para você esclarecer melhor? Com certeza o assunto seria de interesse de todos os leitores!
    Helena
    Laranjeiras, Rio de Janeiro
    30/10/2008 Otima pesquisa, o cadeg nao surpreende, mas a diferenca de precos é mesmo espantosa.

    Obrigada por alertar sobre o Sendas do Largo do Machado que é uma ameaca a saude publica, imundo mesmo, alguem precisava publicar algo ! Obrigada
    Timóteo 30/10/2008 Os preços das lojas da Cadeg, que não tem letreiro pois trocam constantemente de nome porque não pagam seus fornecedores, não deveriam ser incluidos nas próximas pesquisas.
    Flávio Lacerda
    flaviolacerda1953@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    30/10/2008 Faço um adendo importante. Aproveitem a CADEG para almoçar no POLEIRO DO GALETO (na rua que começa na caixa de água junto ao estacionamento externo). É um pé-sujo sensacional, onde se come a melhor farofa de ovo da Via Láctea.

    Caramba! Depois dessa dica entusiasmada, vou ter de voltar lá! Valeu!

    Oscar
    Haroldo Miller
    haroldoisamiller@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    30/10/2008 Excelente trabalho, o que nos poupa dinheiro e tempo.

    Sugiro que nos próximos levantamentos incluisse uma nota relativa ao armazenamento dos vinhos que é fundamental para a sua qualidade.
    Oscar Daudt
    odaudt@enoeventos.com.br
    30/10/2008 Por uma dessas coincidências da vida, recebi a seguinte postagem hoje, sobre vinhos no Wal Mart americano. O título da matéria é "O surpreeendente valor dos vinhos de 3 dólares do Wal Mart".

    E por aqui, eles deitam e rolam...

    Aldair Facundo
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Parabens pela pesquisa. Por morar perto da Cobal do Humaitá, costumo comprar nas lojinhas de lá e no Mundial de Botafogo.

    Um abraço da
    Aldair Facundo
    Alexandrina Ferreira
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Excelente matéria. Muito bom ter essas dicas antes do Natal.

    Não conhecia a diversidade da Cadeg para vinhos. Sabia sobre a grande qualidade e preços para carnes. Sempre que faço churrascos grandes é lá que compro as carnes. Mas vinhos??!! Grande surpresa e com certeza darei uma passadinha para fazer o estoque do Natal e Ano Novo, além, é claro, do nosso vinho nosso do dia-a-dia.

    Obrigada.
    Nei Erling
    erling@terra.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Trabalho fora de série, jamais li um assunto tão importante em jornais na nossa cidade fazendo estas comparações para ajudar as pessoas que gostam de tomar vinho. Para mim que estou fora da cota de vinhos acima dos R$ 50,00 foi um presentão de esclarecimentos.

    Eu outro dia estive no CADEG e lá observei que tem bons vinhos, mas ninguém se importa muito com você. Tinha muita gente comprando. Mas, qual o vinho recomendado para minha faixa de preços?

    No Mundial, os vinhos estão lá e quem quiser que vá lá e apanhe o seu. O Sendas, então, é o fim. E assim eu concordo contigo em tudo que foi escrito, é mais uma ajuda.

    O Zona Sul é bom, mas acho que tem poucos vinhos nacionais.

    Agora eu pergunto? Esta relação que apresentaste de vinho bem em conta, são confiáveis. Por outro lado eu também tenho medo dos vinhos que são baratos. Só tem açucar, parece uma delícia e você entra pelo cano.

    No resto amigo, obrigado por tudo
    Nei Erling

    Nei,

    Não encare essa lista como uma recomendação minha. Apenas escolhi os vinhos mais usuais em supermercados e conferi os preços. Alguns deles eu nem conheço!

    Mas se você quer dicas, aqui vai uma: ontem fui a uma interessantíssima degustação conduzida pelo Prof. Célio Alzer, na ABS, e ele ofereceu, dentre outros, um Salton Volpi Chardonnay e um Fortaleza de Seival Viognier, ambos, segundo o Célio, não chaptalizados. São vinhos extremamente baratos, conforme pode ser conferido na relação de preços. Os espumantes da Salton, da Miolo e da Chandon são muito bons. E, tintos, eu gosto dos Casillero del Diablo, dos Cousiño-Macul e do Periquita, para citar alguns.

    Abraços. Oscar
    José Roberto Rangel
    jrrangel@globo.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Parabéns Oscar pelo excelente trabalho de pesquisa e de informações que passa valiosas referências a todos que, de alguma forma, estão ligados ao admirável mundo dos vinhos.
    Neri Cavalheiro
    cavaneri@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Cumprimentos, Confrade e muito obrigado pela excelente pesquisa. Vc. tem sido um baluarte contra o assalto ao bolso do incauto apreciador de vinho. Ficamos devendo muito a vc.
    Sergio Fiuza
    sergiorcfiuza@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Oscar,é urgente um trabalho como o seu em São Paulo.Os preços aqui em geral são bem mais caros que no Rio e as disparidades tal qual.

    Abraço,Sergio.
    Maria Lucia Mattos
    mlmattos@infolink.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Grande pesquisa, Oscar!

    O meu favorito é o Zona Sul. Mas as vezes pesquiso em pequenas delicatessens em Ipanema, Leblon e Botafogo e sou surpreendida pelos preços baixos. E o atendimento sempre delicado.

    Grande abraço.
    Luciana Daudt
    ludaudt@uol.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Nei,

    Recomendo o Salton Desejo. Um ótimo vinho pro custo x benefício que apresenta. E não tenha receio por ser Merlot...

    Aproveita e dá uma olhada na avaliação que ele recebeu no último encontro da Confraria "Enófilos sem Fronteiras". A reportagem está aqui no site.
    Nelson Lemos
    nvl@uol.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Parabens pelo trabalho. Mostra independência e interesse pelo consumidor.

    Pesquisa do mesmo tipo poderia ser feita junto às importadoras. Você também poderia avaliar alguns representantes, em geral de vinhos portugueses, localizados no Mercado São Sebastião e na Ceasa.

    Nelson Lemos

    Nós já fizemos dois estudos comparativos entre as importadoras brasileiras, o último estudo comparando 31 empresas! Clique aqui para ler.

    Um abraço, Oscar
    Guilherme Morais
    Rio de Janeiro
    RJ
    31/10/2008 Simplesmente, SEN-SA-CIO-NAL!

    Parabéns pela iniciativa. Agora a expectativa é de uma pesquisa mensal... risos. ok, ok, ok... ano que vem...
    Cristiane Miranda
    http://dracristianemiranda.blogspot.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    01/11/2008 Oscar,

    Parabéns por esse ótimo trabalho. Conheço a loja na Cadeg, e realmente os preços são imbatíveis. Infelizmente, existe uma necessidade urgente de treinamento dos funcionários, já que muitos desconhecem os produtos vendidos nessa loja.

    Abraços,
    Cristiane Miranda
    Sergio Fragata
    sergio.fragata@terra.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    01/11/2008 Parabens pelo trabalho. Vou conhecer a CADEG.
    Adriano Henrique
    adhenri26@yahoo.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    02/11/2008 Caro Sr. Oscar,

    Parabéns pelo trabalho,é sempre bom ter um medidor para avaliar preços e serviços em nosso setor!!!

    Gostaria de convidar o mesmo para uma visita em nossa unidade do Carrefour Barra cuja adega conta com o serviço de dois sommeliers treinados e formados na ABS-Rio e adega com climatização!!!Muitas vezes o fato do sommelier não se encontrar no espaço fisico ou a falta de algum produto não denota ou significa mau atendimento dos profissionais!!!

    Um grande abraço e parabéns pelo trabalho!!!
    Adriano Henrique
    Sommelier-Carrefour Barra
    Luciano 03/11/2008 Melhor que o Incógnito, ainda está para nascer:

    Históría
    Quando Hans e Carrie Jorgensen viram Cortes de Cima pela primeira vez em 1988, souberam logo que este era o sítio que tanto procuraram. Quando viu a paisagem, Carrie lembrou-se logo da sua terra natal, a Califórnia; e o clima mediterrânico, bem diferente do frio da Dinamarca foi do agrado do Hans. Para começar, eles decidiram fazer coisas diferentes, como plantar castas tintas numa área tradicionalmente de brancas. Deste modo introduziram o Syrah (na altura não aprovado) e um sistema de condução da vinha bem diferente do local. Em 1998, quando engarrafaram o primeiro monocasta Syrah, tiveram alguns problemas na escolha do seu rótulo, uma vez que a casta Syrah ainda não estava autorizada na produção de “Vinho Regional”. Daí o nome “Incógnito” (extraído do site cortesdecima.com)

    E para arrematar, no fim do contra rótulo está estampada a seguinte frase de Bob Dilan:
    "To live outside the law, you must be honest"
    Fábio Lins
    dahavinheria@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    03/11/2008 Oscar,

    A pesquisa é muito boa, mas comparar mercado com CADEG não acho correto, pois a CADEG é uma central atacadista. Mesmo sabendo que a loja em questão vende garrafas avulsas, pelo fato de muitos restaurantes e comércios comprarem grandes quantidades eles têm um preço muito baixo. Por outro lado, os supermercados possuem uma série de serviços agregados que a CADEG não tem. Na minha opinião, a CADEG deveria estar numa pesquisa separada junto com Sams Club, Macro dentre outros.

    Um abraço

    Caro Fábio,

    Eu não quis misturar, em minha pesquisa, supermercados e lojas, já que é covardia. Os supermercados, com toda a rotatividade que têm, podem vender muito mais barato do que as lojas.

    Mas no caso das lojas da CADEG, ocorreu exatamente o contrário: eles arrasaram com os supermercados!

    E eles não são atacadistas. Vendem uma garrafa de qualquer vinho para qualquer pessoa física que passar pela frente!

    Um abraço,
    Oscar


    Tréplica do Fábio:

    NÃO É BEM ASSIM. A DAHA, POR EXEMPLO, VENDE SALTON BRUT POR 13,00. QUAL MERCADO VENDE POR ESSE PREÇO? A SYMPOSIUM VENDE CASA SILVA MAIS BARATO QUE QQ OUTRO LUGAR. E SE PESQUISARMOS, VEREMOS QUE TEM MUITO MAIS BONS NEGÓCIOS NAS DIVERSAS LOJAS.

    TB NÃO É BEM ASSIM. O FORTE DA CADEG É O ATACADO. ELES VENDEM PARA QQ UM PORQUE POSSUEM A CONVENIÊNCIA DE TER UM PONTO FÍSICO, MAS O QUE DÁ DINHEIRO É O ATACADO. POR ISSO ELES VENDEM MUITO. NINGUÉM SAI DA ZONA SUL PARA COMPRAR 3 GARRAFAS DE PIRIQUITA NA CADEG. É MUITO PARECIDO COM MUITOS IMPORTADORES E DISTRIBUIDORES QUE VENDEM PARA PESSOA FÍSICA, MAS O FORTE É A VENDA PARA PESSOA JURÍDICA, COMO É O CASO DOS NOSSOS AMIGOS DA PORTO LEBLON E TANTOS OUTROS. NA CADEG É A MESMA COISA, SÓ QUE ELES POSSUEM UM PONTO COMERCIAL. POR ISSO TUDO, NÃO ACHO JUSTO COMPARÁ-LOS COM SUPERMERCADO.

    UM ABRAÇO,
    FABIO
    Elisa Kahl
    emekahl@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    04/11/2008 Sensacional essa pesquisa!

    Aquilo que sempre pretendia fazer (para minha informação pessoal) e adiava por falta de tempo/método recebo agora de presente e obviamente muito mais completo.

    Parabéns. Obrigada.
    Santucci
    alfa.santucci@gmail.com
    Curitiba
    PR
    05/11/2008 Oscar, parabéns mais uma vez, belos trabalhos são realizados por aqui.

    Gostaria muito de ver algo semelhante em São Paulo (minha terra natal) e aqui em Curitiba onde inicio uma nova fase da vida.

    Com certeza aproveitarei suas pesquisas e textos para o blog Descomplicando o Vinho.

    Mais uma vez, PARABÉNS!!!!
    Flavio Moreira
    flmor@globo.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    05/11/2008 Muito boa a pesquisa! E dizer que uma lojinha tão pequena possa vender com tanta diferença da multinacional globalizada Wal-Mart. Grande surpresa.

    Abs.
    Gustavo Silveira
    gustavogsilveira@hotmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    10/11/2008 Estive na loja da Cadeg neste fim de semana. Os funcionários realmente não entendem muito de vinho, mas o atendimento é muito cordial e profissional.

    Preços muito bons, como por exemplo Cortes de Cima a R$ 50,00. Excelente loja de varejo.
    Marcelo Cavalcanti de Azambuja
    marcelo_azambuja@uol.com.br
    Rio de Janeiro
    RJ
    10/11/2008 Muito boa a pesquisa. Parabéns pelo trabalho!

    Realmente, a CADEG é de longe o melhor lugar para comprar vinhos a bons preços e de qualidade. Como nem sempre é possível ir até lá, acabo comprando no Zona Sul que tb tem bons preços e, eventualmente, bons vinhos nas promoções que começam às quartas.
    Flavio Lacerda
    Rio de Janeiro
    RJ
    10/11/2008 Aos amigos do EnoEventos.

    Acabo de chegar do MUNDIAL-COPACABANA que está com uma oferta imperdí­vel: CASILLERO DEL DIABLO 2007 (RÓTULO SAFRA HISTÓRICA) - CS E CARMENERE por 26,30 a garrafa!!!

    Um abraço....

    Flávio, não entendi essa da Safra Histórica. Está escrito isso no rótulo? É uma produção especial?

    Abraços,
    Oscar


    Está sim, Oscar, mas eu me expressei mal. É um adesivo colocado no gargalo escrito 2007 SAFRA HISTÓRICA. Não está no rótulo, não...
    Flavio Lacerda
    flaviolacerda1953@gmail.com
    Rio de Janeiro
    11/11/2008 Oscar,moro em Copacabana,mas trabalho em Irajá a 150 ms do MUNDIAL -IRAJÁ.Fica a uns mil metros da Av.Brasil e é limpo,espaçoso e,como nos outros,tem umas moças muito simpáticas que não entendem nada dos vinhos expostos.Os mesmos vinhos encontrados no Recreio estão em Irajá.

    Infelizmente tenho usado a loja de Copacabana porque estou de licença médica desde final de julho.A partir do início de dezembro voltarei para lá,e esquecerei a loja de Copa.

    Um abraço...
    Flavio Lacerda
    flaviolacerda1953@gmail.com
    Rio de Janeiro
    12/11/2008 Amigos, ontem fui à CADEG. Nem estacionamento paguei (basta subir a rampa até o final)

    A GRIFFE DOS VINHOS tem mesmo excelentes preços.Comprei LOS VASCOS GRAN RESERVA 2006 POR 39,90; ALAMOS MALBEC 2007 POR 30,90; ALTAS CUMBRES MALBEC POR 19,90. Já estava no caixa quando vi toda linha SANTA HELENA RESERVADO por 12,90(comprei um Merlot).

    Quem tiver a oportunidade não pode perder.
    Um abraço...
    Carlos Eduardo
    Rio de Janeiro
    RJ
    14/11/2008 Parabens pelo trabalho. E com certeza deu muito!!!

    Gostaria de sugerir em uma proxima comparação o mercado de vinhos e frios da Rua Dona Mariana esquina com Voluntarios da Patria, eu esqueci agora o nome mas é uma que tem uma outra filial em Jacarepagua. Compro muito la e os preços são sempre bons.

    ABS
    Carlos

    Eu sei, você está falando da Alipão, que é muito boa. Mas essa vai ficar para quando eu fizer a comparação de preços das lojas de vinho. Acho que não dá para misturar lojas e supermercados.

    Abraços, Oscar
    Errico Ernesto Rosa
    enricoerosa@gmail.com
    Rio de Janeiro
    RJ
    12/12/2008 Muito boa pesquisa. Agradeço.

    Sempre fui fã do Zona Sul Barra. Excelente variedade e preços decentes...até chegar o Dânio Braga e dobrar os preços. Lembro muito do Crozes Domaine de Remizières, Domaine de la Renjarde, Rive de Gravelong, Pierrail... Todos decentes a menos de R$30, até o Dânio Braga chegar por lá. Uma pena!

    Mudei-me para Mundial (as lojas de Jacarepaguá e Recreio são excelentes) onde os preços são decentes para vinos sem etiquetas de caça. Por agora, lá temos o Paulo Laureano por R$19,80, o Deu La Deu por R$47,90 e o Muralhas por R$17,80. E não desligam o ar condionado à noite nem nos feriados. AH!Tem o Tamaral Crianza por R$43,00. E o Salton Talento que já esteve a R$38,00 e hoje está por 43 ou 47, não me lembro.

    Abs
    Errico
    Getulio Nogueira 27/01/2009 Muito útil, com certeza vai facilitar as compras de pessoas que gostam de um bom vinho, e que pensam, como eu, eu custo e benefício.

    Abraços,
    Getulio
    Flávia Cristina
    Rio de Janeiro
    RJ
    13/08/2009 Parabéns pelo seu árduo trabalho, mas conheci uma loja no caminho de Angra, na rodovia Rio-Santos, Queijaria Santa Edwiges, aonde estava sendo vendido Cartuxa 2005 tinto a 69,90 (comprei 2 cx) rss... Lá tem uma adega climatizada com vinhos e mais vinhos, tem desde um Chateau Petrus até mesmo um Santa Helena. Agora pasmem o preço do Santa Helena Reservado: R$ 13,99. Vc já conhece essa loja?

    Um abraço e parabéns por nos deixar por dentro de tudo.

    Flávia Cristina
    Gustavo Silveira
    Enófilo
    Rio de Janeiro
    RJ
    27/12/2010 Estive hoje na loja da CADEG e agora eles estão com ar condicionado. Os preços continuam ótimos.
    EnoEventos - Oscar Daudt - (21)9636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br