Matérias relacionadas
Argentina
Decanter

Jurassic Park
Durante as escavações para a construção da bodega da Familia Schroeder, da Patagônia, foram encontrados ossos de um Titanossauro, um dos maiores dinossauros conhecidos e que viveu naquela região há muitos milhões de anos. Tal achado inspirou a vinícola a batizar uma linha de seus vinhos de Saurus e estampar a figura estilizada do animal em seus belos rótulos. É um nome de grande apelo! E os visitantes que chegam à moderníssima bodega (foto ao lado) podem visitar esse achado arqueológico exposto em uma adega especialmente construída para exibir as relíquias.

Mas nós não precisamos ir tão longe assim para conhecer os pequenos Saurus que foram apresentados no Chez L'Ami Martin, no Leblon, à convite da Importadora Decanter: dos 8 vinhos degustados, 7 deles homenageavam o bichano.

O Sauvignon Blanc da discórdia
Quando o primeiro vinho foi servido, Célio Alzer e Paulo Nicolay, ambos a meu lado, foram taxativos: "Que belo Chardonnay!". Eu que já havia lido o programa de vinhos, corrigi: "É um Sauvignon Blanc." A incredulidade tomou conta dos dois, que chamaram o sommelier antes de acreditar em mim. A essa altura do campeonato, eu ainda não havia provado o vinho.

Confesso que ando cansado dos Sauvignon Blanc sul-americanos com seus exagerados aromas e o caráter excessivamente vegetal que no segundo gole já dá vontade de desistir. Mas quando provei o Saurus Sauvignon Blanc 2009, fiquei encantado: nada nele deixava prever que era essa casta. Era um vinho carnudo, intenso, persistente, com aromas de mel, amanteigado e com a elegância de um francês. E tudo isso sem passagem em madeira. Um show! Mas um vinho sem controvérsias não é um vinho. E enquanto Célio, Paulo e eu tecíamos loas à qualidade do mesmo, eis que levanta-se Euclides Penedo Borges e diz que o vinho era muito leve, ligeiro e carente de acidez. Mas a polêmica foi pequena, pois Euclides foi voto vencido e a maioria dos presentes já estava com a carteirinha do fã-clube. Principalmente, depois de saber que ele custa 28 reais (preço para restaurantes). É um verdadeiro achado!

O Chardonnay da safra errada
Quando chegou a vez de degustar o Saurus Patagonia Select Chardonnay, mais polêmica. Eu fotografei uma garrafa fechada e vi que a safra era 2006 e comentei como um vinho dessa idade estava tão novinho. Célio rebateu: "Não é 2006, é 2008!" Para provar que eu estava certo, mostrei a foto a ele, onde se via claramente o ano de 2006. Depois de alguma averiguação, concluiu-se que a garrafa da foto era a única de 2006 que estava lá por engano e todas as demais que estavam sendo servidas eram de 2008.

Mas enófilo que é enófilo não deixa passar uma oportunidade como essa de fazer uma vertical e pedimos para servir o 2006. O 2008, eu achei o nariz muito apagado e em vão tentei esquentar para ver se o problema era a temperatura. Pelo jeito, não era... Mas o 2006 era outra coisa: aromas lácteos e com flores e frutas para dar e vender. Muito mais encorpado do que seu colega mais novo, era cremoso e demorado. Uma pena que havia só uma garrafa!

Tintos para todos os gostos
A sequência de tintos apresentou ótimas alternativas. O Saurus Patagonia Select Merlot 2007, baratinho (R$37,20), tinha muita fruta e maciez. O Saurus Barrel Fermented Malbec 2008 trazia aromas de baunilha e framboesa com uma textura aveludada e muito mais elegância do que os Malbec mendocinos. E o top da vinícola, o Familia Schroeder Cabernet Sauvignon 2005, era carnudo, longo e com uma explosão de frutas. E para finalizar, um esquisito Saurus Pinot Noir Tardio 2008, em que as uvas são deixadas para passificar no próprio pé. Não resisti a provar, pela primeira vez, um colheita tardia dessa casta. Mas confesso que não fez muito a minha cabeça...

Os finalmentes
No cômputo geral, fiquei admirado com a qualidade dos vinhos apresentados e com os atraentes preços, que entregam muito mais do que custam. E olha que essa é uma vinícola nova, seus vinhedos foram plantados apenas em 2001 e os primeiros vinhos foram comercializados em 2005. O projeto é ainda um bebê! Dá para prever um futuro mais do que brilhante para eles. E para nós, os consumidores, muitas alegrias!

Oscar Daudt
Os vinhos
Saurus Sauvignon Blanc 2009
Castas: 100% Sauvignon Blanc
Álcool: 13,5%
Preço PJ: R$28
Saurus Pinot Noir 2007
Castas: 100% Pinot Noir
Álcool: 14,2%
Preço PJ: R$32,30
Saurus Patagonia Select Chardonnay 2008
Castas: 100% Chardonnay
Álcool: 13,4%
Preço PJ: R$37,20
O Chardonnay 2006 Saurus Patagonia Select Merlot 2007
Castas: 100% Merlot
Álcool: 14,5%
Preço PJ: R$37,20
Saurus Barrel Fermented Malbec 2008
Castas: 100% Malbec
Álcool: 14%
Preço PJ: R$62,50
Familia Schroeder Cabernet Sauvignon 2005
Castas: 100% Cabernet Sauvignon
Álcool: 14,5%
Preço PJ: R$108,80
Saurus Pinot Noir Tardio 2008
Castas: 100% Pinot Noir
Álcool: 16%
Açúcar residual: 67g/l
Preço PJ: R$66,70
O almoço
(fotos de Luciana Plaas)
Filé de pargo assado ao limão siciliano com arroz basmati, legumes e caldo de camarão Tradicional receita de ragu de coelho cozido no Pinot Noir, servido com caviar de cogumelos Folheado de crocante de laranja intercalado com mousse de chocolate meio amargo da casa
Os participantes
Roberto Schroeder, proprietário da vinícola Carolina Peter, diretora comercial da vinícola O consultor Paulo Nicolay e Isabela Sönchen, da Decanter
Euclides Penedo Borger, diretor da ABS Mateja Ciuchini, da Decanter Célio Alzer, professor da ABS
Jô e Homero Sodré A norueguesa Sara Heilmann, consultora da Decanter Cícero Mendes, sommelier do Fasano
Giorgio Ferraz, da Decanter Luciana Plaas e Alexandre Lalas O sommelier Maurício Bragança e Isabela
Comentários
Marcelo Carneiro
Advogado e escritor
Resende
RJ
12/04/2011 Estive na vinícola em 2009 e adorei os vinhos. Trouxe um Familia Schroeder Cabernet Sauvignon 2005 e um Saurus de uma linha acima. Adorei!
Antonio Carlos Moreira Martins
Representante e enófilo
Rio de Janeiro
RJ
12/04/2011 Se confundimos chardonnay c/ sauvignon blanc, vamos é ver se é bom ou não, afinal um vinho é uma bebida, salute! enquanto estamos vivos!
Carolina Peter
Bodega Familia Schroeder
Patagonia
Argentina
15/04/2011 Adorei o articulo y el del viaje anterior a Argentina tambien!!! ;)

Oscar, un placer haberte visto nuevamente. La proxima vez que nos encontremos debe ser na vinícola, te esperamos!
Vagner Celso Ceravolo
Abelha Gulosa Padaria
Campinas
SP
09/08/2011 NÓS JÁ COMERCIALIZAVAMOS OS VINHOS DESSA VINÍCOLA. GOSTARÍAMOS DE SABER QUEM É O ATUAL REPRESENTANTE AQUI NO BRASIL. FAVOR ENTRAR EM CONTATO CONOSCO...

Esses vinhos são importados pela Decanter. Pedirei a eles para entrar em contato com vocês.

Oscar
Luis Carlos Schroeder
Apreciador de Vinhos
Fortaleza
CE
23/04/2012 Embora more em Fortaleza desde 2011, quando morava em Porto Alegre, numa visita a um amigo na Patagônia, em 2010, pedi a ele para conhecer a Bodega Familia Schroeder. Muito bons vinhos e um espumante de uva Torrontés chamado "Deseado", de excelente qualidade.

Além, é claro, de o sobrenome ser o mesmo que o meu e um dos proprietários ter o mesmo nome.
Guilherme
Publicitário
São Paulo
SP
28/06/2012 Onde eu encontro Saurus Select Pinot Noir 2007 nesse valor que esta nessa página? Quero comprar algumas garrafas.

Obrigado,
Guilherme!

Essa matéria foi escrita em abril de 2011. E os preços publicados foram aqueles informados pela importadora naquela época.

O vinho da matéria é o Saurus Pinot Noir básico, e não Saurus Select Pinot Noir, a que você se refere.

Acredito, também, que tenha passado desapercebido para você que os preços publicados eram para PJ (pessoa jurídica). Atualmente, no catálogo da importadora, o preço do vinho que você procura, para pessoa física, está por R$63,25 e o Pinot Noir básico está por R$52,90.

Abraços, Oscar
Sérgio Machado Ferreira
Economista
Campinas
SP
14/12/2013 Uma excelente vinícola. Parabéns pelos vinhos Saurus.

Vale a pena almoçar no restaurante de lá. Atendimento perfeito e comida bem elaborada, além da beleza.
EnoEventos - Oscar Daudt - (21)9636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br