A volta dos bons tempos
O hotel Le Méridien, inaugurado em 1975, confunde-se com a história do charme carioca nos últimos 40 anos. Quem não lembra do badalado Régine's? Quem não saliva ao lembrar do saudoso Le Saint Honoré, que foi um marco na gastronomia do Rio de Janeiro? E o que seria da festa de Ano Novo de Copacabana sem a cascata que iluminava o belo prédio? Mas esses foram tempos idos e o hotel passou, nos últimos anos, por indefinições complicadas, que quase riscaram o endereço de nossa orla.

Finalmente, em uma negociação que o mercado estimou em mais de 170 milhões de reais, o prédio passou a ser propriedade da carioca Rede Windsor, o maior grupo hoteleiro do Rio de Janeiro. E os novos donos chegaram dispostos a investir para reconquistar o charme perdido do ex-Le Méridien, agora batizado de Windsor Atlântica.

Do bom e do melhor
E para apostar nessa revitalização, acaba de ser inaugurado - ainda em soft opening - a primeira experiência da Rede Windsor no terreno da alta gastronomia: o italiano Alloro Ristorante, localizado no térreo do hotel, de frente para a praia do Leme que invade o salão pelos janelões envidraçados. O ambiente é belíssimo, com decoração de extremo bom gosto e iluminação aconchegante.

E sem querer economizar nos recursos humanos, o Alloro foi buscar nomes de respeito no mercado para tomar conta do serviço. Comandando os fogões, está o badalado chef italiano Luciano Boseggia, que chegou ao Brasil em 1985 para assumir a cozinha do grupo Fasano. Responsável pela adega, um nome querido dos cariocas: o sommelier João Pedro Lamonica, quase um sinônimo do já saudoso Garcia & Rodrigues e o fim de suas memoráveis Noites na Adega deixou órfãos um sem-número de enófilos que batiam ponto por lá. E dirigindo o salão, o maître Valmor Dutra, cuja carteira de trabalho traz as assinaturas do Le Pré Catelan e do Hotel do Frade. A equipe é azeitada como um extra-virgem e da recepcionista aos garçons, todos bem treinados, só se recebem atenção, gentileza e salamaleques.

Vinhos baratos, pratos nem tanto...
Na bela adega envidraçada que se exibe em um canto do salão encontram-se mais de 200 rótulos, com ênfase maior no Velho Mundo e, mais específicamente, na Itália, como era de se esperar. Os preços, bastante honestos, iniciam em 55 reais e o sommelier gosta de destacar que a variedade de vinhos por menos de 100 reais é significativa (e eu me dei ao trabalho de contar: são 59 rótulos!). A quantidade de opções em taça também impressiona: são 28 vinhos que custam a partir de 15 reais.

Para mostrar as baixas margens aplicadas, exemplifico com os vinhos que bebemos durante nosso jantar: o Poggiotondo 2009, custa R$80, enquanto o importador vende a R$48; o Menut 2006, custa R$108, enquanto o importador vende a R$59; e o mais impressionante, o Montenisa Franciacorta custa mais barato no restaurante (R$160) do que no próprio importador (R$167). É para beber de caixa! Aliás, fiquei particularmente satisfeito quando João Pedro me contou que utilizou os dados da recente pesquisa do EnoEventos para nortear a política de preços de vinhos da nova casa.

Já os pratos têm os preços um tanto salgados, o que assustou um pouco o grupo. Nossos pratos principais variaram de 60 a 92 reais. E literalmente salgadas também, eram as duas entradas: Ostras vinham enroladas em bacon, cujo pronunciado teor de sal impedia de se sentir o gosto do molusco - só desenrolando para aproveitar; e a polenta com funghi também tinha uma pitada de sal a mais. Mas isso são males decorrentes de uma cozinha ainda em tempos de ajuste. Já os belos e deliciosos pratos principais eram de uma fartura inaudita. Não sei se o restaurante permite, mas basta conferir a foto da Tagliata para ver que o prato poderia facilmente ser compartilhado por dois.

No frigir dos ovos, o Alloro é um endereço requintado, bem localizado, com serviço atencioso, vinhos prá lá de em conta que, com certeza, irá atrair os enófilos cariocas sempre tão carentes de casas com preços de vinhos honestos.

Oscar Daudt

Serviço:
Alloro Ristorante
Av. Atlântica, 1020
Copacabana
(21)2195-7857
O jantar
Enroladinhos de ostra com bacon Polenta com funghi Costeleta de cordeiro Scottadito (R$82)
Pente de cordeiro em crosta de ervas (R$92) Tagliatta de picanha de vitela (R$82) Risotto de aspargos com Stracciatela (R$60)
Os vinhos
Montenisa Antinori Franciacorta
Chardonnay, Pinot Bianco e Pinot Nero
R$160
(foto de divulgação)
Poggiotondo Toscana 2009
Merlot, Sangiovese e Syrah
R$80
Menut Priorato 2006
Cabernet. Carignan, Garnacha, Merlot e Syrah
R$105
A equipe
Sommelier João Pedro Lamônica
Chef Luciano Boseggia Maître Valmor Dutra
O restaurante
O salão A adega A bela champanheira
Comentários
Robert Phillips
KMM Vinhos
Rio de Janeiro
RJ
06/12/2011 Gostaria da parabenizar o João Pedro, um excelente profissional, pessoa finíssima e desejar muito sucesso nessa nova empreitada.
Fernando Dias Lima
Enófilo
Rio de Janeiro
RJ
06/12/2011 Sem dúvida, boas notícias para os apreciadores de vinho! Visitarei brevemente.

Aproveito para mandar um abraço para o João, excelente e dedicado profissional, e dizer que estamos aguardando o retorno dos seus eventos.

Abs,
Fernando
Vinicius Lemos Rangel
Sommelier
Rio de Janeiro
RJ
06/12/2011 Caro amigo João Pedro, desejo-te toda sorte do mundo em sua nova empreitada!!! Saudades do tempo em que trabalhávamos juntos e do tamanho profissionalismo que você possui, além do carisma e competência.

Sucesso, amigo!!!!
Giancarlo Pochettino
Gerente de Alimentos e Bebidas
Rio de Janeiro
RJ
06/12/2011 Como Gerente de Alimentos e Bebidas do hotel posso somente parabenizar a equipe e agradecer pela linda reportagem que recompensa a dedicação de todos nós no projeto Ristorante ALLORO. In bocca al lupo!!!!
Fernando Mourão
Representante da Cantu Importadora
Rio de Janeiro
RJ
07/12/2011 Caro João Pedro,

Quero parabenizar você pela nova empreitada e o Hotel pela escolha. Estou certo de que esse será mais um grande desafio que você irá desempenhar com grande maestria.

Conte comigo no que precisar, abraços.
Romeu Valadares
Jornal O FLUMINENSE
Niterói
RJ
07/12/2011 Grande JP, ainda lembro os idos tempos do Restaurante da Acrópole em São Francisco. Lá no início já prevíamos o teu sucesso. Em breve farei uma visita e ainda vou pedir um autógrafo do Boseggia em seu "Il Riso in Tasca", que é um lindo livro que possuo desde 1998.

Parabéns e continue com força.
Ronaldo M. Vilela
Enófilo
Rio de Janeiro
RJ
07/12/2011 Desejo ao prezado João Pedro sucesso maior do que ele alcançou no antigo Garcia.

Sim, temos de falar do Garcia agora como um antigo restaurante!
Ricardo Guinâncio
Consultor de Negócios
Rio de Janeiro
RJ
08/12/2011 Parabéns à nova iniciativa da rede Windsor, notadamente pela escolha dos profissionais que comandam o restaurante. Luciano dispensa apresentações. Conheço-o desde os tempos do Fasano e pude desfrutar também de seu restaurante em Campos do Jordão.

JP, é um orgulho nosso. Começamos juntos nossa história no vinho e confiamos a JP um trabalho na Acrópole, onde se destacou chamando a atenção do Garcia & Rodrigues e outras referências da boa mesa. JP achou seu caminho, o mundo do vinho, onde se desenvolveu realçando seu talento e habilidades. Hoje não há quem não reconheça seu talento.

Abraços, JP, e saudações a nova casa.
José Paulo Schiffini
Consultor de Negócios
Rio de Janeiro
RJ
09/12/2011 Parabéns pela reportagem e sucesso na nova travessia desta equipe maravilhosa.

Apenas ou só para contrariar, não acho o preço da comida um tanto caro, não... Se você comparar a qualidade da mesma, o esmero na escolha dos componentes, a arte na elaboração, eu acho até barato. Se comparar com os iniciais R$ 95,00 do badalado "fogo da calçada", metros a frente, depois do túnel, sem o charme da esquina mais famosa do Brasil (Copa x Leme), onde o ruído vira a esquerda e segue para o Aterro e a paz se concentra na passarela do Leme, onde se pode até fazer uma passegiata segura, após se deliciar no Alloro!
Tito Villar
Médico e enófilo
Rio de Janeiro
RJ
11/12/2011 Oscar, há muito não saía no Rio, os preços estão extorsivos, os serviços deficitários e por aí vai.

Seguindo a sua indicação fiz a regra básica, liguei para o restaurante Alloro, tocou apenas duas vezes e atendeu a promoter Marlene, solicitei uma reserva e disse que chegaria em 20 min. Lá estava ela na entrada para recepcionar, fui encaminhado à mesa e começamos os trabalhos. Solicitei um espumante Chevreau Vouvray brut 116,00 que foi servido de forma impecável pelo João Pedro. Ambiente e ar condicionado excelentes, taças de primeira, toalha de mesa e guardanapo de linho, talheres franceses, serviço sem atropelo e por aí vai.

Segui as indicações do maitre Valmor para entradas e pratos principais que estavam perfeitos, fiz o que vc não fez: pedi um prato para dividir, o que foi feito prontamente e depois solicitei um novo prato para dividir, foi apenas um teste e foi perfeito. O João Pedro indicou um Espanhol para o jantar chamado Orsolino, excelente (garnacha, cabernet sauvignon, syrah e tempranillo) apenas 75,00 reais, um senhor vinho, não recordo a região, já estava calibrado.

A carta supreendeu já que ele tinha até uma raridade de mercado, um Tannat nacional de pequena produção 2008, da pequena vinicola brasileira do Alto Uruguai, a Antonio Dias, mas grande no que faz, terceiro lugar em Bruxelas, que já esgotou há muito por aqui, já que os ingleses arremataram praticamente tudo.

Recepção, ambiente, serviço e comida impecáveis, carta de vinhos para todos os bolsos. Preço 400,00 reais no final.

Para quem quiser um happy hour, vai começar a rolar no fim de tarde com uma porta anexa que será aberta para a Av Atlântica. O Brasil realmente é a bola da vez, o salão tinha profissionais italianos, portugueses, gregos entre outros.

Como o José P. Schiffini comentou, o que é bom, e nesta esquina vale e muito o quanto pesa com este serviço esmerado. Votei a pé pra casa feliz da vida.

Abçs, Tito

Tito, muito obrigado por esse comentário tão cheio de dicas e boas impressões, que só faz enriquecer a matéria.

Abraços, Oscar.
José Carlos F Loja
Comerciante de vinhos
Rio de Janeiro
RJ
06/02/2012 Que prazer e alegria ver que o Rio de Janeiro ganhou um restaurante e profissionais da mais alta qualidade. Perfeito na decoração, agradável nos espaço entra as mesas, comida maravilhosa, atendimento mais que perfeito por toda a equipe - João, Valmor, Liam e todos os funcionários.

João apresentando a adega é uma aula e prazer de ver sua alegria e satisfação com a nova casa. Valmor é o que sempre quis como seu maitre, competente, gentil, sua segurança e sua atenção fazem você se sentir sortudo. Liam, maitre americano com um português perfeito completa a maravilha de saber receber e atender o cliente.

Carta maravilhosa, preços excelentes e novidades de importadoras pequenas com jóias de bom preço. Foi uma das melhores noites que tivemos.

Parabéns também para a cadeia Windsor que soube tão bem escolher e dar apoio.
Jacques Graicer
Gerente de Alimentos e Bebidas
Rio de Janeiro
RJ
07/02/2012 Prezado JP,

Fico muito feliz em ver um ex-companheiro de G & R desenvolvendo um novo trabalho num espaço que sempre foi palco da alta gastronomia, na época do Meridien, através do Saint Honoré. Você sempre foi um excelente profissional, educado, dedicado, e na minha condição de Gerente Operacional do restaurante, sabia que a "Adega" estava em boas mãos sob a sua supervisão.

Irei fazer uma visita ao Alloro e nos reencontraremos em breve.

Abraço!
Aluisio Vieira
Rio de Janeiro
RJ
05/03/2012 Prezado Sr. Oscar

Grata surpresa. Também já era esperada, pela qualidade do chef, do staff e pela mistura saborosa dos ingredientes. E tem mais: os pãesinhos e as sobremesas, junto com o café honesto, são uma tentação. Recomendamos sem receio de errar.

Enviamos fotos comprobatórias de 2 idas ao Alloro, tamanha foi nossa satisfação.

Parabéns e sucesso!
Abs



Alberto Macedo
Mille Vini
Rio de Janeiro
RJ
26/04/2012 Parabéns a toda equipe: Chef Luciano, Sommelier João, Maitre Valmor e Diego de A&B pelo excelente jantar e atendimento!
Marcelo Almeida
Rio de Janeiro
RJ
30/08/2012 Bom dia Luciano,

Estive em seu maravilhoso restaurante no Rio comemorando 2 anos de casado. O cordeiro estava esplêndido.

Gostaria de saber quando terá algum curso prático. Um amigo fez com você em BH.

Grato, Marcelo
21 81419073
Luciano Boseggia
Chef Alloro
Rio de Janeiro
RJ
25/09/2012 Olá Marcelo

Obrigado pelos elogios. Desculpe a demora, mas estive viajando!

Logo que tiver uma planilha de cursos, entro em contato.

Aguardo você em breve no Alloro.
Abraço
Alexandre Ferreira
Farinatta Bistrô & Arte (www.farinatta.com.br)
Buzios
RJ
12/10/2012 Estive com amigos que já conheciam, serviço impecável e a delicadeza do João Pedro faz a diferença, o que buscamos como donos de restaurantes e apreciadores da boa mesa. Parabéns!

Alexandre Ferreira - curador de arte e vinhos
Elô Ramos - Chef de cozinha
EnoEventos - Oscar Daudt - (21)9636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br