Matérias relacionadas
Restaurantes

Gastronomia aconchegante
Há bastante tempo eu desejava conhecer o Guy, um restaurante localizado na poética Fonte da Saudade. Aliás, chamar a casa de restaurante é uma simplificação injusta, pois ela é bem mais do que isso. É uma padaria, uma delicatessen e uma lanchonete com varandão no térreo, enquanto no segundo andar funciona um charmoso bistrô. O local é muito bonito, bem decorado, aconchegante e transmite uma imediata impressão de requinte sem frescuras. O serviço é amigável, azeitado e fica-se com aquela agradável ideia de que se chegou ao lugar certo. É o perfeito cenário para se experimentar a entusiasmante gastronomia de Elba Ximenes.

Já no couvert (13 reais), a chef mostra a que veio. A cesta de pães é primorosa, com 5 tipos diferentes tipos, elaborados no andar de baixo, todos criativos, deliciosos e fresquinhos. Acompanha um copinho de creme de batata doce com grana padano, cujo único defeito é não ser um copão! E ainda tem um boursin com ervas, uma exótica geléia de pimentão vermelho e azeitonas delicadamente temperadas.

Como entrada, optamos por pegar leve e pedimos 1/2 porção de salada, cada um: a Mediterrâneo (17 reais), com lulas grelhadas ao molho de limão siciliano e a Gravadlax (17 reais), com tirinhas de salmão sobre tortillas quase transparentes. E aquilo que o restaurante chama de meia porção, costuma ser a porção inteira de outras casas. Ambas com folhas fresquinhas e crocantes, deram um show!

Miserê não é, definitivamente, a praia da cozinha da chef. As porções são generosas, muito generosas... E os pratos principais continuaram nessa linha de combinar qualidade com quantidade. Os brochetes de robalo (56 reais) vinham em cama de lascas de abóboras assadas com gengibre, acompanhadas por ervilhas, brócolis e aspargos salteados. Genial! Eu, que não resisto a um risotto, pedi um que atende pelo estranho nome de Vavá Ramalho (45 reais), com aspargos, mascarpone e parmigiano. Excelente momento!

Remando contra a maré
Como eu não tinha nenhuma informação sobre a carta de vinhos do Guy, achei mais prudente levar meus próprios vinhos. Consultando a Veja Rio, vi que a taxa de rolha era de 35 reais, um valor não assim tão baixo, mas pelo menos ainda palatável. Ao chegarmos lá, no entanto, vimos que a revista estava desatualizada, pois o valor correto seria de 40 reais para os tintos e 50 reais para os brancos e espumantes. Quase caí da cadeira, pois havia levado 2 brancos e, com isso, a taxa total seria de 100 reais! Felizmente, uma conversa com o simpático sommelier resolveu o assunto, com o restaurante honrando o valor que estava na revista. E não sei se é prática da casa, ou se foi apenas uma deferência a nós, mas foi-nos cobrado apenas uma taxa de rolha.

A variedade e a qualidade dos vinhos é boa, com mais de 50 rótulos na carta. No entanto, na contra-mão do movimento que grassa pelas novas casas da cidade, os preços são apavorantes, bem mais altos do que todas as recentes cartas que analisei. Na comparação direta dos preços de mesmos vinhos, o restaurante leva uma vergonhosa surra. Vejam alguns exemplos:

  • enquanto no sofisticado Vieira Souto, o Alain Brumont Gros Manseng custa 65 reais, no Guy custa 82;
  • no Bazzar, o Montes Alpha Cabernet Sauvignon custa 142 reais; no Guy, 171 reais;
  • o Angélica Zapata Malbec, no luxuoso Mr. Lam custa 205 reais e no Guy, 235 reais;
  • o Guy faz um papelão até mesmo quando comparado com La Bottega del Vino, que até agora era o patinho feio dessas análises: lá o Champagne Gosset Excellence custa 260 reais, enquanto o Guy surrupia de nossa carteira 320 injustificáveis reais!!!

    Isso não tem o menor cabimento! E nem adianta tentar fugir para os vinhos em taça, pois a situação é ainda mais aterradora: enquanto uma taça do Espumante Bossa Rosé custa apenas 8,50 reais na Cevicheria La Carioca, o Guy causa uma síncope no cliente ao preço de 18 reais!

    Assim fica difícil! Mas o novo sommelier da casa, Paulo Limarque, é um jovem estudioso, entusiasmado, atencioso e competente. Portanto, eu apelo a ele e à chef Elba Ximenes que repensem a carta de vinhos e venham surfar na onda dos preços razoáveis e atraentes. E eu prometo, caso os preços passem a patamares mais condizentes com o mercado, dar a notícia com o mesmo destaque com que estou reclamando hoje.

    E faço essa promessa por que não acho justo que os enófilos tenham de se privar - por causa de vinhos tão caros - de uma cozinha requintada em sua simplicidade, deliciosa e de qualidade como a desta habilidosa chef.

    Oscar Daudt
    26/02/2012


    Serviço:
    Guy
    Rua Fonte da Saudade, 187 - Lagoa
    Fone: (21)3624-8252
    Horário: de terça a quinta, das 11h30m às 23h; sexta, das 11h30m à meia-noite; sábado, das 9h à meia-noite; domingo, das 9h às 21h
  • O jantar
    Couvert Salada Mediterrânea (1/2 porção) Salada Gravadlax (1/2 porção)
    Brochete de robalo grelhado Risotto da Vavá Ramalho A bela garrafa de azeite
    O restaurante
    A requintada mesa O salão e o bar
    Os personagens
    A chef Elba Ximenes O sommelier Paulo Limarque
    Os vinhos
    (esses vinhos não estão na carta do restaurante)
    Cakebread Cellar Sauvignon Blanc 2010 Mount Eden Vineyards Chardonnay 2007
    O cardápio
    Entradas, massas e risotos Carnes e peixes
    A carta de vinhos
    Novidades e vinhos em taça Espumantes, Brasil e França
    Argentina e Chile Itália, rosés e sobremesa
    Comentários
    Nadia Lamas
    Sommelier
    Rio de Janeiro
    RJ
    27/02/2012 Infelizmente, não tive sorte no Guy. A padaria e todos os produtos que dela saem estavam ótimos, já o restaurante...

    Pedi um filé au poivre que veio totalmente fora do ponto (passado de maneira nunca vista em um estabelecimento que se propõe a oferecer "alta gastronomia"). Como vocês não comeram carnes, pode estar aí a explicação. Mas o Guy não me impressionou, não.
    Roberto Pereira Franco da Fonseca
    Enófilo
    Rio de Janeiro
    RJ
    27/02/2012 Também não tive uma boa impressão da cozinha no quesito carne vermelha, harmonizando exatamente com o Montes Alpha (extrapolando o valor médio!).

    Vou aguardar sua "cutucada" para ver se volto lá!

    Abs, Roberto.
    Fred Berkowicz
    Engenheiro
    Rio de Janeiro
    RJ
    27/02/2012 Já estive no Guy algumas vezes e as experiências foram muito boas. Os pratos de massas e peixes são muito bons e o atendimento ótimo! A decoração do restaurante é muito aconchegante realmente. Outro ponto forte são os pães, excelentes!!!

    Quanto ao preço dos vinhos, deveriam ser melhores realmente.
    Elba Ximenes
    Guy Restaurante
    Rio de Janeiro
    RJ
    29/02/2012 Caro Oscar,

    Acabei de ler seu site e quero agradecer a gentileza das suas palavras quanto ao restaurante. Quanto às críticas, aceito as que me são devidas e gostaria de falar sobre as outras.

    Quanto ao risoto Vavá Ramalho é uma homenagem a uma cliente e amiga frequentadora assídua do restaurante.

    A taxa de rolha no Guy sempre foi R$ 35,00 pra qualquer tipo de vinho e não sei de onde procede esta informação.

    Quanto ao Gosset, o preço altíssimo que foi comprado, resultou no preço final. As taças de espumante, eu gostaria eu de vendê-las a esse mesmo valor do outro restaurante. Para isso precisaria saber onde eles compram.

    Quanto às outras observações já chamei o consultor para que ver onde podemos chegar e que ele me dê as respostas necessárias para tanto.

    Nem sempre o chef consegue ver todos os erros e acertos porque são muitos detalhes mas eu procuro todos os dias e todas as horas estar atenta aos preços e a qualidade dos produtos.

    São pessoas como você e queridos clientes que sabem da minha luta diária que me ajudam com observações e críticas construtivas para corrigir o que não está ao meu alcance observar. Contamos com uma nova visita sua, e agradecemos mais uma vez.

    Atenciosamente, Elba Ximenes.

    Cara Elba, após verificarmos a taxa de rolha na Veja, ligamos à tarde para o restaurante para fazer a reserva e pedimos a confirmação do valor da rolha. A informação que nos foi passada foi essa: 40 para os tintos e 50 para os brancos e espumantes. Abraços e obrigado pela atenção, Oscar
    Ciça Lanaro
    Emprresária
    Belo Horizonte
    MG
    03/03/2012 Estive várias vezes no Guy e voltarei quantas vezes for ao Rio, pois além de um atendimento nota 10, a comida é perfeita.

    Aqui em Minas, temos excelentes restaurantes mas em se tratando do Guy Bistro, não existe comparação. Um lugar lindo e agradável. Vale a pena conhecer!!
    Beth Gerhardt
    Técnica em transações imobiliárias
    Rio de Janeiro
    RJ
    03/03/2012 Caros, devo dar minha contribuição para este portal, visto que, todas as vezes que tomei café, lanchei e jantei no GUY ,fui muito feliz. Local extremamente aconchegante na varanda, pães especiais, atendimento bom, cardápio excelente, bistro Ah este totalmente especial...

    Conseguimos sentir toda a dedicação da chef em nos proporcionar o verdadeiro sabor dos pratos de seu cardápio. Filé au poivre sempre no ponto exato e extremamente saboroso. Eu conheço, senão todos, os bons restaurantes do Rio, São Paulo e...... difícil tão bom paladar.

    PARABÉNS ELBA XIMENES
    Alexsander de Oliveira
    Sommelier
    Rio de Janeiro
    RJ
    05/03/2012 Algumas vezes estive no restaurante e fui feliz. Boa comida, bom atendimento, a chef Elba, que dá um show, comanda aquela casa.

    Trabalho e frequento restaurantes e afirmo que um contratempo em um dia não pode rotular uma ótima casa como ruim.

    Elba, amo seu trabalho e esta semana vou almoçar com amigos no Guy.
    Sandra D.V. Silva
    Administradora
    Rio de Janeiro
    RJ
    05/10/2012 Estive no Guy com um grupo de amigos. Gostamos do atendimento, da comida, da Elba. Foi muito bom.
    EnoEventos - Oscar Daudt - (21)9636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br