Matérias relacionadas
Restaurantes

Novas fronteiras
Numa cidade partida como a nossa, todos os restaurantes parecem querer abrir as portas em uma mesma rua do Leblon, disputando os poucos espaços a peso de ouro. Em qualquer cidade que se preze, encontra-se boa gastronomia por todos os lados. Mas não aqui, onde para se comer bem devemos, obrigatoriamente, nos acotovelarmos na Zona Sul.

E foi necessária a chegada de dois chefs italianos para expandir nossas fronteiras e é muito benvinda a iniciativa do sardo Silvio Podda e do siciliano Paolo di Bella de abrir uma cantina italiana em um local - para os cariocas - improvável: na rua São Cristóvão, no bairro de mesmo nome.

No século XIX, São Cristóvão era "o" endereço para se morar no Rio de Janeiro. Considerado bairro imperial, era lá que residia a família real e em seu entorno se estabeleceram muitas das famílias nobres. No entanto, no século XX, a ocupação desordenada, a invasão fabril e a favelização degradaram o bairro. Mas ainda restam casarões e sobrados que testemunham a sua época de esplendor. E foi em um desses sobrados que se instalou a Casa do Sardo, um fantástico restaurante mediterrâneo que bem merece uma visita ao bairro.

No horário de almoço, o restaurante é frequentado pelo pessoal das empresas, e como a região é quase um deserto gastronômico, há sempre filas na porta. À noite, no entanto, o ambiente é mais tranquilo de segunda a quarta. De quinta a domingo, há música ao vivo - brasileira ou italiana - e o movimento aumenta bastante. Escolha a sua turma...

A insustentável leveza da massa
A decoração da casa é simples, o serviço também, mas a gastronomia é de altíssima qualidade. É como se você estivesse na própria Itália, onde não é necessário apostar em casas sofisticadas e caras para comer bem. Eu recomendo com entusiasmo conhecer a nova casa.

A cozinha, refletindo a origem dos chefs, é típicamente mediterrânea, muito colorida, perfumada e com ingredientes fresquíssimos. Sendo ambos nascidos e criados em ilhas, há muitos peixes, moluscos e crustáceos no cardápio. E muito aipo, também... Conforme nos contou o chef Sílvio, na Sardenha, esse vegetal é considerado como mensageiro da boa sorte e os noivos costumam recebê-los como presente de casamento.

As massas são um departamento todo especial. Elaboradas na própria casa, trazem a imensa variedade de formatos que só a Itália consegue desenhar. E lá se vão farfalles, pennes, gnocchis, garganellis e muito mais. Mas é a inacreditável textura, levíssima, preparada com as receitas tradicionais italianas, que faz a diferença. São excepcionais! Fiz uma viagem gastronômica provando inúmeros pratos do cardápio. Após uma coleção de antepastos, o Garganelli São Cristóvão (R$29) - homenageando o bairro que tão bem os acolheu - é recheado com mozarela e ao molho de tomates, funghi, manjericão e parmesão. Impossível ser mais simples, mas também não poderia ser mais espetacular, caprichado, delicioso.

Outro grande momento, foi o Nero Verde (R$37), um filé grelhado com molho de vinho e fettucini verde com pesto e lascas de parmesão. Vale a pena dar uma olhada na foto: aquele nacão de carne é apenas uma meia-porção, já que o prato foi compartilhado. Imaginem um inteiro! É a qualidade a preços honestos e porções generosas.

Eu, um risotófilo de carteirinha, fiquei triste é de não ter provado nenhuma das 8 alternativas que existem no cardápio, a partir de R$25. Mas há males que vêm para bem: agora já tenho uma boa e urgente desculpa para voltar.

Vinhos mediterrâneos
Em um restaurante como esse, deveria até ser obrigatório acompanhar os pratos com vinho. E o que pode ser melhor do que escolher vinhos da Sardenha ou da Sicília? Na carta do restaurante, há algumas opções bastante interessantes e eu escolhi um Argiolas Costamilano Vermentino di Sardegna (R$119) que acompanhou os polvos e os peixes. A carta ainda está um pouco desorganizada, mas os chefs prometeram ajustar em breve.

Na hora das massas, a companhia foi um tinto siciliano, mas como foi levado por nós e não está na carta, prefiro nem dizer qual foi.

Para os que querem consumir com moderação, há alternativas em meia-garrafa e até mesmo em garrafas de 187ml. E há também vinhos em taça, cujos preços variam de 12 a 15 reais.

Oscar Daudt
08/11/2012


Serviço:
Casa do Sardo
Rua São Cristóvão 405, São Cristóvão
Telefone: (21)2501-9848
Horário
2ª a sábado: 9:00 às 24:00h
domingo: 12:00 às 17:00h
Gastronomia
Antepasto de beringela e abobrinha Salada de polvo com aipo Carpaccio de tentáculos de polvo com pimenta rosa
Caponata de legumes Escabeche de dourado Polvo a marinara
Garganelli a São Cristóvão Nero Verde
Tiramisu Vinho da Sardenha: Argiolas Costamolino Vermentino di Sardegna
Os chefs
Silvio Podda, da Sardenha Paolo di Bella, da Sicília
A casa
A simpática fachada Decoração simples Enfeitando o salão, as bandeiras da Sardenha e da Sicília
O cardápio
Os antipastos As massas caseiras As massas de "grano duro" Os risotos
As carnes Peixes e crustáceos Saladas, sopas e infantis As sobremesas
A carta de vinhos
Vinhos italianos Outros vinhos
Comentários
João Oliveira
Lojista
Rio de Janeiro
RJ
08/11/2012 Hummm ... Fiquei com água na boca. Parabéns pela matéria, Oscar.

Nós da Zona Norte Carioca raramente vemos divulgação de nossa região. Quanto a São Cristóvão, para mim não é nenhuma surpresa saber de suas qualidades, pois conheço bem seus encantos, que são muitos e variados.

Excelente sorte, com muito aipo, aos colegas do restaurante.

Abraços fortes.
Roberto Franco
Médico - Enófilo
Rio de Janeiro
RJ
08/11/2012 Saindo da Lagoa pelo Rebouças, em menos de 10 min. chega-se a essa fantástica casa! Bom motivo para saborear o Fettucine al Fruit del Mare por R$30,00! Um prato generoso, farto, saboroso e que não encontrei aqui pela Zona Sul! Podem experimentar sem medo!
Paolo e Silvio
Casa do Sardo
Rio de Janeiro
RJ
08/11/2012 Forza Paris. Antico grido di battaglia dei popoli mediterranei.

Grazie della splendida serata, e del giusto sentimento gastronomico da noi espresso. Ti sei ampliamente meritato quella bottiglia di Carignano.

Ti aspettiamo alla prossima, Paolo e Silvio.
Lilian Seldin
Vinci Vinhos
Rio de Janeiro
RJ
08/11/2012 Silvio e Paolo,

Vocês realmente estão de parabéns pelo belíssimo projeto em São Cristóvão.

Nós merecemos comer bem de forma tradicional, com alma!!! Voltarei muitassssssssssssssss vezes.
Roberto Rodrigues
ABS-Rio
Rio de Janeiro
RJ
09/11/2012 Oscar,

Comendo sobremesa?????

Como a gente chega lá?

RR

Certamente não comi a sobremesa, apenas a fotografei.

Aqui estão os dois mapas para chegar ao restaurante, um a partir do Túnel Rebouças, outro a partir do Túnel Santa Bárbara:

Abraços, Oscar
Mônica Menezes
Comunicação Coca-Cola Brasil
Rio de Janeiro
RJ
09/11/2012 Além de muito amiga de todos, sou fã de carteirinha. Sei o duro que deram para montar a Casa do Sardo e merecem todo o reconhecimento.

É tudo ótimo, além da comida, o carinho e a atenção das pessoas é um caso a parte. Beijos
Thiago Salame
Empresário
Rio de Janeiro
RJ
09/11/2012 Oscar,

Após mudarmos nosso escritório para São Cristóvão, descobri como este bairro pode nos surpreender. Mesmo sendo nascido e criado na Tijuca, não tinha o hábito de frequentar São Cristóvão.

Meu primeiro dia de almoço, aqui, foi na Casa do Sardo. A experiência foi incrível. Comi o prato "Nero Nero" que acompanhava uma taça de vinho. Fantástico!!!!!

Os chefs Paolo e Silvio estão de parabéns.
Roberto Rodrigues
ABS-Rio
Rio de Janeiro
RJ
09/11/2012 Oscar,

Qual a política para levar vinho? Qual o preço da rolha?

Abs,

RR

O restaurante não cobra a rolha. Bela notícia, não? Oscar
Marta Rocha
Advogada
Rio de Janeiro
RJ
09/11/2012 Conheci o restaurante através de um amigo que mora em São Cristovão e na primeira garfada já me apaixonei pelo lugar.

Hoje, a Casa do Sardo tem sido o meu ponto para encontrar meus amigos Flávio, Ricardo Tuko, Leila e Camarão. Diversão garantida, excelente comida, ótimo vinho e a presença garantida, na nossa mesa, dos Chef's Silvio e Paolo, que além do atendimento personalíssimo que nos dão, tornaram-se nossos amigos.
Sandra Vitorato
Administradora
Rio de Janeiro
RJ
10/11/2012 Que bello cunhado! Parabéns para você e Paolo! Vocês e toda a equipe estão transmitindo o amor pelo prazer de saborear.

Felicidades!

Parabéns, Gladys, por atingir seu objetivo!! Obrigada pela ajuda e carinho com meu filho!
Sergio Monteiro
Servidor público
Rio de Janeiro
RJ
11/11/2012 BOA COMIDA EM UM AMBIENTE SIMPLES, PORÉM FAMILIAR E ACONCHEGANTE!!! PARABÉNS.
Luiz Marcio Malzone
Aposentado
Rio de Janeiro
RJ
12/11/2012 Caro Oscar

Ótima indicação. Fácil de chegar, fácil de estacionar (NÃO há flanelinhas !), comida farta e de bom sabor, a preço muito justo.

Bel, eu e Virgínia estivemos lá ontem e fomos atendidos carinhosamente. Vários antipastos e como pratos principais o Risoto a Mediterrâneo e Spaghetti com Camarões VG. De sobremesa Torta de Maçã com sorvete de creme.

Vi vários amigos da ABS. Conversamos muito com o Sílvio e esposa e farão condições muito especiais para grupos que quiserem lá se reunir, principalmente durante a semana.

Abraços, Malzone.
Eduardo de Beauclair Seixas
Engenheiro, enófilo
Rio de Janeiro
RJ
12/11/2012 Ótima dica, Oscar! Vou lá conferir...
Tereza Albuquerque
Arquiteta
Rio de Janeiro
RJ
12/11/2012 A matéria está irresistível, maior vontade de conhecer!
Paolo e Silvio
Casa do Sardo
Rio de Janeiro
RJ
13/11/2012 Caro Oscar,

No dia 15/11, próxima quinta-feira, haverá uma aula de Arqueogastronomia Romana muito interessante para aqueles que apreciam a culinária italiana. Ela será ministrada pelo arqueólogo Ugo de Capua com a colaboração da UERJ.

Este evento é totalmente gratuito e se houver a possibilidade de estar presente será um grande prazer para nós da Casa do Sardo. Caso queira convidar amigos, nossa casa estará aberta a todos.

O início da aula será às 17:00.

Um abraço Silvio Sardo e Paolo di Bella
Luciana Affonso
ABS
Rio de Janeiro
RJ
17/11/2012 Oscar, obrigada por mais esta dica!

Na quarta-feira estivemos lá para comprovar suas sugestões com amigos bem especiais... Faltou VOCÊ!

O restaurante é 10! A variedade do cardápio super interessante e todos os pratos pedidos foram muito elogiados!

Parabéns Silvio e Paolo... Já é um sucesso!
Elias Gonçalves
Agente de Viagens
Rio de Janeiro
RJ
20/11/2012 Ao Silvio e Paolo, como já falado pessoalmente, estão de parabéns...

Minha visita foi para conhecer, mas fiquei maravilhado com um prato que saboreei, de spaghetti com alguns frutos, realmente demais...

Parabéns
José Guilherme Gonçalves
Enófilo
Rio de Janeiro
RJ
03/12/2012 Demorei a ir mas valeu a espera! Ótima dica!

Pedimos o Argiolas S´elegas Nuragus Branco: o vinho é sensacional! Finalizamos com Tiramissú com o vinho de sobremesa grego Cambas Samos.

Paolo, Silvio e toda a equipe estão de parabéns!
Cristina Almeida
Geóloga
Rio de Janeiro
RJ
07/12/2012 Achei importantíssimo o comentário de que não é só na Zona Sul que podemos comer bem. As pessoas precisam sair mais, conhecer novos lugares e suas propostas gastronômicas.

Sair do foco da cidade maravilhosa (e cara!!) permite ao comerciante oferecer produtos de qualidade a preços mais acessíveis e ao consumidor de ampliar seus conhecimentos gastronômicos e desfrutar de produtos e serviços que as pessoas, erroneamente, acreditam poder encontrar somente na Zona Sul.

Parabéns aos chefs e obrigada pela valiosa dica!
Paulo Teixeira Pinto
Advogado
Rio de Janeiro
RJ
17/12/2012 Oscar,

Depois de ler seu comentário em relação a Casa do Sardo, lá fui e voltei mais algumas vezes.

Falta aqui no Rio esse tipo de Tratoria com essa comida caseira maravilhosa. Voltei lá esse sábado e comi o que eu queria experimentar desde o primeiro dia, Omelete recheado com espaguete a carbonara. Realmente indescritível de bom, já fiz diversas recomendações. Vamos torcer para que continue assim.

Faça outras recomendações desse tipo. Um grande abraço,
Paulo Teixeira Pinto
Luiz Martinez
Enófilo
Rio de Janeiro
RJ
04/03/2013 Antes da propaganda que fizeram era ótimo; agora, depois da propaganda emanada aos quatro ventos está melhor ainda, exceto a fila de espera que aumentou. Porém cada minuto de espera vale pelo que você vai comer no Restaurante. Vá sem pressa!

Uma típica cantina Italiana. Só falta a figura da Mama. Decoração rústica porém funcional. Uma pena o lugar ter pouco espaço, mas corre boatos que haverá uma filial.
Roberto Rodrigues
Enófilo
Rio de Janeiro
RJ
11/03/2013 Oscar, Fui ontem à Casa do Sardo e deu tudo errado.

Ligamos e eles disseram que não reservam no domingo mas que a demora seria pequena para duas pessoas.

Ao chegarmos, havia umas 20 pessoas do lado de fora. O problema é que estava um cheiro insuportável de coisa podre. Achei que era vazamento de esgoto mas vi que eram sacos de lixo na calçada do lado. O pior é que eram sacos com lixo da Casa do Sardo... pois tinha umas caixas da Vinci.

Uma garçonete veio perguntar se queríamos algo enquanto esperávamos. Perguntei por uma taça de espumante. A resposta: tinha mas acabou. Escolhemos duas cervejas, mas ela não sabia quais tinha. Voltou uns 10 minutos depois. Aí escolhemos uma Heineken e uma outra que veio trocada. Ela disse que tinha mas acabou...

Entramos. Outra decepção: aumentaram em muito o número de mesas. Entre a minha a as duas dos lados não havia sequer um palmo de distância. Acabamos ficando conversando com o casal do lado (seu vizinho em Laranjeiras) que estava indo pela primeira vez (duvido que voltem...).

Quando chegamos e o garçon veio nos atender (rápido) eles ficaram chateados pois estavam lá há uns 10 minutos e ninguém tinha ido na mesa.

Pedimos a tábua de frios e queijos de entrada. O presunto cru e a mortadela estavam cortados com fatias de quase meio centímetros (para presunto cru isso é a morte, e gasta mais desagradando o cliente).

O casal do lado pediu um vinho. Não tinha. Escolheram outro, e não tinha. No terceiro (Tilia Chardonnay) só tinha meia garrafa e eles queriam inteira. Pediram dois risotos: vieram sem nenhum arranjo no prato. Mas estavam bons segundo eles.

Eu pedi um peixe que o Silvio recomendou. Estava muito bom. Berna pediu o espaguete ao porto giunco que ela adora por causa da rúcula (mais camarão e polvo). Adivinha? Veio sem rúcula pois a rúcula tinha acabado. Mas ninguém falou nada.

Na mesa de quatro pessoas do outro lado eles pediram o espaguete del mare, mas não tinha o camarão VG. Pelo menos avisaram...

Tinha um aluno meu (foi lá com o grupo de degustação em outra mesa) que resolveu levar o irmão, e esposas para conhecer a casa. Quando saiu passou em minha mesa e eu perguntei o que acharam, o irmão respondeu "vou voltar outro dia para dar uma segunda chance, mas hoje não tinha nada".

Tinha uma mesa com um fã seu (do EnoEventos), me conhecia (não sei o nome). Ao sair passou em minha mesa dizendo que a culpa de estar tão cheio era sua e que o EnoEventos é muito bom.

Nas sobremesas: a mesa de quatro pediu dois tiramisus mas só tinha um (só avisaram quando trouxeram). A mesa de dois pediu um tiramissu, claro que tinha acabado. Sobremesa restante: o sorvete com café e Sambuca. Só que veio sem Sambuca...

Pedi um Aperol Spritz. Veio sem gelo e sem espumante, num copo de dry martini quando deveria ser em taça long drink com muito gelo.

Vi vários pratos sendo devolvidos pois tinham ido trocados. Um caos.

RR
Silvio Sardo
Restaurante Casa do Sardo
Rio de Janeiro
RJ
11/03/2013 Prezado Roberto Rodrigues (RR),

Em resposta a sua publicação neste conceituado site “EnoEventos” e pela grande consideração que temos pelos membros da ABS, gostaríamos de nos posicionar em relação aos seus comentários.

Primeiramente, é realmente com grande pesar que a Zona Norte tenha que sofrer com o precário serviço de coleta de lixo. Já realizei várias solicitações e reclamações, mas, infelizmente, não há infraestrutura em nossa cidade para que esse serviço seja realizado de forma igualitária, porém, esteja certo que estamos buscando uma solução para esse problema que é muito crítico para a população da Zona Norte, podemos comprovar isso acompanhando os últimos noticiários.

Tenho o maior cuidado com a minha casa, a Casa do Sardo, em não fugir da tradição da minha Terra. Sua ligação foi atendida por mim. A pedido dos nossos próprios clientes só reservo 40% do nosso espaço. Desculpe-me, mas, eu não tenho como quantificar, exatamente, os momentos prazerosos que meus amigos permanecem conosco, um ambiente tipicamente italiano (exatamente como vivemos na Itália). Tenho certeza que em breve poderemos atendê-lo em um lugar mais amplo, mas sem perder a essência SARDA.

Quando cheguei aqui, trouxe muitos projetos e sonhos, espero poder realizá-los... A “Garçonete” a qual você se refere, realmente, pode ter cometido alguns erros, pois era seu segundo dia em nossa Casa, mas eu posso afirmar que ela se esforçou ao máximo. Eu reconheço que é impossível uma pessoa com dois dias de trabalho não cometer equívocos. Só desejo dar oportunidades a pessoas diante de um mercado de trabalho tão estreito.

Procuro tornar a espera das pessoas que querem estar em nossa Casa menos desconfortável, tenha certeza que essa situação, o mais breve, será resolvida. Estamos trabalhando para que isso ocorra. Muito me impressiona o senhor não recordar das cantinas Italianas. Não há separação. Na minha Terra são mesas únicas. As pessoas degustam pratos maravilhosos e se socializam. Que maravilhoso a oportunidade de o senhor conhecer o casal ao lado!

Quando o Senhor afirma “duvido que voltem” é um julgamento um tanto quanto pessoal. Não pertence ao Senhor a escolha de cada um.

Com relação à tábua de frios, nossa máquina, no domingo, apresentou problemas, porém, numa cantina “veramente” Italiana os frios são cortados à faca, a verdadeira “morte” de um Sardo é cortar um presunto à máquina. Na Sardegna, os frios são cortados na frente do cliente e utilizamos sempre uma faca. Eu mesmo preparei seu prato... Cada povo e sua cultura.

Com relação a nossa carta de vinho, alguns faltaram e isso significa que estamos atendendo bem a preferência de nossos clientes. Entre sexta e sábado servimos mais do que 400 refeições, sempre acompanhadas de um excelente vinho!

RR, seu peixe, eu mesmo preparei e com muito carinho. Fico feliz que tenha apreciado. Peço desculpas à Berna pela falta da rúcula, pode acreditar, foi decorrente de muito trabalho que a rúcula faltou.

Nossas sobremesas são preparadas diariamente, aqui em minha casa o Senhor nunca provará uma sobremesa congelada. Nossas massas, peixes, sobremesas, tudo que servimos em nosso cardápio são frescos.

Como na minha Terra, Aperol Spritz é servido em copo. Desculpe-me RR, cada povo com sua cultura.

Os pratos que o Senhor afirma que foram devolvidos, é um equívoco da sua parte. Esclareço que estamos com duas funcionárias novas que independente de se esforçarem, estão ainda em processo de aprendizado em relação à logística das mesas.

Agradecemos qualquer crítica ou sugestão que possa nos ajudar a melhorar o trabalho realizado em nossa casa.

Para finalizar, de certa forma agradeço pela crítica em relação a Casa do Sardo, mas é bem atípico para mim um Sardo entender esse tipo de comportamento. RR você esteve aqui tantas vezes, foi tão bem tratado, recebido. Minha esposa te abraçou e disse o quanto era importante para nós ter aqui em nossa casa pessoas como você. No domingo, ela parou em sua mesa por alguns minutos e conversou com você e Berna a respeito de como era gratificante para nós receber amigos .... que ironia do destino. Tivemos aqui uma pessoa que, com muito carinho, respeitamos, abraçamos e repentinamente nos criticou de uma forma tão forte. Jamais imaginava que tu pudesses ter uma atitude tão estranha...

Um abraço da equipe da Casa do Sardo

Silvio Sardo, Paolo de Bella, Martins, Libera Vitorato, Gladys Vitorato, Maria Rosangela, Roberto Vitorato, Beatriz Vitorato, David, Marcos, Patrick, Bianca, Sr. Luiz,Cristiane,Karoline, etc....

Desculpe se não fomos perfeitos...

Piccola conclusione in italiano mia língua madre unita al Sardo Latino Romanzo Del 4500 a.c.

Amico Roberto, La nostra Casa (perche e veramente uma casa dove io vivo i miei sogni e Le mie passioni) avra’ sempre L’obbiettivo confidenziale e di rispetto verso il prossimo , il tempo e i giorni segneranno i nostri Sucessi e alcune volte La nostra non perfezione alle richieste Del cliente, Ma l’Origine dei nostri intenti sara’ sempre l’amore e il piacere di accogliere gli Amici Clienti in Casa Nostra.

L’Amico parlera diretto di fronte a me, senza paura di offenderci, sara sempre um intercambio culturale e sociale, chi parlera pesante dopo averti abbracciato sara per me sempre Falso-Cortese, come um invasore che studia i tuoi difetti per ferirti ,quando porgi confidenzialmente Le tue spalle. Oggi cio mi há rattristato ma non modificato, da domani mattina sempre a braccia aperte, con i nostri clienti, garcon , garconette, lava-louça , auxiliar de limpeza.

Silvio Sardo.... Forza Paris!
Nelson Soares
Enófilo
Rio de Janeiro
RJ
1604/2013 Caro Oscar, estive hoje na Casa do Sardo e garanto. Continua muito especial e com a comida acima da média.

Levei amigos, acostumados a ir a Itália, que ficaram impressionados. Show!!!
EnoEventos - Oscar Daudt - (21)9636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br