Matérias relacionadas
Itália

De volta para o futuro
Não faz muito tempo - menos de um ano - que tive a oportunidade de provar o meu primeiro "vinho laranja". E comecei bem, experimentando o Gravner Ribolla Anfora 2002, um dos exponentes maiores desse suntuoso vinho. Fiquei imediatamente seduzido pela experiência.

E o que têm de tão especial esses vinhos? São vinhos brancos em que a maceração com as cascas dura longos períodos (até mesmo vários meses), sem utilização de controle de temperatura, extraindo cores deslumbrantes, ganhando taninos, toques oxidativos e resultando em uma textura quase mastigável. Quem está acostumado com os brancos modernos, clarinhos, de corpo ligeiro, até estranha. Mas é uma experiência singular e fascinante.

Esse processo de vinificação, chamado de "Método Oslávia", vai ganhando cada vez mais adeptos no Friuli e virou a menina dos olhos dos apreciadores mais antenados, sempre em busca de novidades e de vinhos com personalidade própria. Mas é irônico pensar que, até os anos 1950, essa era quase a forma usual de vinificação de brancos, antes de o mundo todo, de forma meio bovina, passar a adotar a fermentação com controle de temperatura e evitar o contato com as cascas. O mundo dá voltas...

O homem de uma casta só
A casta Vitovska nasceu na fronteira do Friuli com a Eslovênia, na sub-região do Carso - ou Kras, como preferem os eslovenos - e é carinhosamente apelidada de Malvasia com ponto, o que pode ser facilmente compreendido na foto à direita. É resultado do cruzamento natural das variedades Prosecco e Malvasia Bianca Lunga. Durante o século XX, ela praticamente desapareceu, quando então, por volta de 1980, foi salva da extinção por visionários vinicultores da região.

Com uma vinificação mais usual, ela costuma produzir vinhos elegantes, mas com aromas discretos e teor alcoólico moderado. No entanto, a casta é mais comumente vinificada como "vinho laranja" e são vários os produtores locais que adotam essa prática.

De todos eles, Paolo Vodopivec é considerado como o grande mestre da uva, e seus vinhedos são exclusivamente plantados com essa variedade, desde 1997. Utilizando uma agricultura natural, não faz uso de defensivos ou fertilizantes químicos, mas apenas elementos orgânicos. E no clima seco do Carso, ele não utiliza nem ao menos irrigação, deixando a natureza seguir seu curso natural.

Paolo produz apenas 2 rótulos: ambos utilizam leveduras indígenas, longa maceração e repousam por 2 anos em grandes tonéis de carvalho da Eslavônia; a diferença entre os dois é que o Vitovska Classica fermenta em tonéis de carvalho, enquanto o Vitovska Amphora, inspirado pelos vinhos de Josko Gravner, fermenta em grandes ânforas de barro trazidas da Georgia, por longos 6 meses. E foi o primeiro desses vinhos, o Classica, que eu trouxe dentro da mala na recente viagem ao Friuli.

Vinho inebriante
Conforme pode ser conferido na foto acima, a cor do vinho é lindíssima, profunda e brilhante. É um espetáculo à parte na taça. No nariz, a marcante mineralidade e as frutas brancas se misturam a um discreto toque de oxidação, temperados por especiarias. Um showzaço!

Na boca, é quase viscoso, os taninos marcam sua presença, há uma nuance salgada, e tudo isso é embalado por delicioso frescor e por uma permanência incrível. É um vinho e tanto!

Onde encontrar
Depois de eu tanto elogiar e recomendar o vinho, a notícia triste é que ele não está disponível em nosso mercado. Nem ele, nem qualquer outro vinho dessa casta. Eu o comprei em uma loja em Udine - a terra do Zico - durante a viagem ao Friuli, por recomendação de meu amigo Eugênio de Oliveira, editor do blog Decantando a Vida, e outro grande apaixonado por esses vinhos.

Até mesmo os vinhos laranjas, como um todo, são uma raridade aqui nos trópicos. Os únicos que conheço em nosso mercado são aqueles elaborados por Josko Gravner - Ribolla Anfora e Breg Anfora - importados pela Decanter e ambos custando o indigesto preço de 345 reais!

Com isso, a melhor sugestão para conhecer essa casta - para quem pode - é visitar o Friuli em junho, quando se realiza o festival Mare & Vitovska, no Castello de Duino (foto à esquerda), em Monfalcone, quando então os vinhos poderão ser harmonizados com a espetacular cozinha da região, toda ela baseada em frutos do mar.

Oscar Daudt
03/01/2013
   
Comentários
Guilherme Correa
Sommelier
Blumenau
SC
03/01/2013 A Decanter importa o melhor Vitovska da Itália, do Zidarich!!! Tem a mesma pedra cársica do Vodopivec, produtor que também adoro, mas com muito mais elegancia e profundidade...
Roberto Rodrigues
ABS-Rio
Rio de Janeiro
RJ
07/01/2013 Oscar,

Esses vinhos laranja são muito interessantes, embora pouco conhecidos. Quem costuma dizer que não gosta de vinho branco, deveria degustar um destes junto com tintos, em taças pretas, e ver que existem brancos e brancos.

Fiquei com muita vontade de conhecer o que é fermentado em ânforas, pois o único senão que achei no que você menciona foi um toque de madeira um pouco além do que deveria haver. Excelente vinho!

Em fevereiro (28/02), estarei apresentando na ABS-RJ a degustação: "Amarelo, Laranja, Âmbar: que vinhos são esses?" em que teremos dois vinhos "laranja", inclusive o Breg do Gravner que foi um dos pontos altos de nossa viagem ao Friuli.

Abraços,
RR
André Paranhos
Blogueiro
Rio de Janeiro
RJ
07/01/2013 Salve Oscar! Bela matéria! Me pareceu perfeito para acompanhar uma feijoada... hmmmmmm

Aquele Abraço e Feliz Ano Novo!

Acho que precisaria um pouco mais de acidez para encarar uma feijoada. Será melhor a gente continuar acompanhando com um espumante. Quando terminar o verão, me chama! Abraços, Oscar
José Guilherme Gonçalves
Enófilo
Rio de Janeiro
RJ
07/01/2013 Estava planejando uma viagem à Itália, em abril ou maio, mas depois de ver a matéria estou inclinado a mudar a visita para junho para poder comparecer ao Mare & Vitovska, que você mencionou. Tentei buscar na web informações sobre as datas para 2013 mas não encontrei nada. Você teria alguma informação "de cocheira" sobre o festival?

Também sou apreciador de vinhos brancos e estou muito curioso com os "laranjas" desde sua publicação sobre os vinhos de Josko Gravner.

Um abraço

José Guilherme, eu também pesquisei e não encontrei. Mas já escrevi para um amigo, que é do Consorzio de Friuli, perguntando quando será. Assim que souber, te aviso. Abraços, Oscar
Vinicius Toledo
Enófilo
São Paulo
SP
07/01/2013 Prezados Oscar e Jose Guilherme,

Sobre o festival Mare & Vitovska, contatem o site ao lado: www.mareevitovska.eu/

Abraços
Vinicius Toledo

Obrigado, Vinicius. Abraços, Oscar
Luiz Otávio Peçanha
Enófilo
Piracicaba
SP
07/01/2013 Prezado Oscar,

Estaremos apresentando o Zidarich Vitovska 2009 no Enopira Road Itaipava 2013, conforme segue:

Atividade nº 3- Decanter
Castas autóctones do leste europeu?
Palestrante- Tufi Neder Meyer
Local- Solar da Fazenda do Cedro
Dia- 16/08/2013- 10:00h
Preço-
Vagas- 15
Vinhos apresentados- em formatação.
1-Hiedler Gruner Veltliner Thal 2010- Austria- R$ 130,00
2-Sigalas Assyrtico Kavalieros 2009- Grecia- R$ 163,00
3-Korta Katarina Posip 2008- Croacia- R$ 230,00
4-Simcic Rebula Opoka 2007- Eslovenia- R$ 270,00
5-Zidarich Vitovska 2009- Itália- R$ 216,00
6-Gravner Ribolla Anfora 2005- Itália- R$ 375,00
7-Hiedler Zweigelt Reserve 2009- Austria- R$ 146,00
8-Attila Gere Kekfrankos Prestige Villany 2004- Hungria- R$ 190,00
9-Sigalas Mavrotragano 2009- Grecia- R$ 220,00
10-Korta Katarina Plavac Mali 2007- Croacia- R$ 293,00

Abs,
Luiz Otávio

Isso está bom demais! É possível fazer uma degustação avulsa? Se for, reserve uma vaga para mim, se ainda houver. É sério, não é cascata.
Luiz Otávio Peçanha
Enófilo
Piracicaba
SP
09/01/2013 Oscar, Ok. Reserva feita. Definido o preço desta degustação: R$ 150,00. Ainda restam 05 vagas.

Até agosto.
Abs,
Luiz Otávio

Obrigado, até lá. Oscar
Altanir Jaime Gava
Engº. Agro Tecnologia de Alimentos
Niterói
RJ
29/01/2013 Luiz Otávio, como posso me inscrever?

Sds, Altanir
Luiz Otávio Peçanha
Enófilo
Piracicaba
SP
29/01/2013 Altanir,

Favor enviar e-mail para mim: luizotaviol@uol.com.br

Pode ver a programação do evento em www.enopira.com.br. Estou fazendo uma pré-reserva para você nesta degustação.

Sds,
Luiz Otávio
EnoEventos - Oscar Daudt - (21)9636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br