Matérias relacionadas
Restaurantes

Em alto astral
Da grande leva de restaurantes que abriram as portas, aqui no Rio de Janeiro, depois do Carnaval, o mais espetacular de todos é o L'Etoile, no Hotel Sheraton da Av. Niemeyer. Espetacular em todos os aspectos: salão elegantemente decorado, com enorme espaço entre as mesas, uma cozinha deliciosa, um serviço eficiente e amigável e - a cerejinha do bolo - a mais bela vista carioca.

Ao contrário de outros grandes hotéis, que preferem - não entendo por quê! - instalar seus restaurantes no térreo, o Sheraton tira partido da deslumbrante vista que se descortina do 26° andar, bem pertinho da companhia das estrelas. Eu estive no restaurante à noite, quando o colar de pérolas de Ipanema e Leblon se exibe em todo o esplendor, mas posso imaginar que, de dia, a paisagem seja de tirar ainda mais o fôlego!

Para assinar a carta do novo restaurante, o Sheraton não deixou por menos e foi buscar o chefe francês Jean Paul Bondoux. Para quem não o conhece, Jean Paul comanda, na Argentina, os restaurantes La Bourgogne: um em Buenos Aires, no luxuoso Hotel Alvear, e outro em Mendoza, na Bodega Vistalba, que eu já tive a oportunidade de conhecer, há cerca de 3 anos. E como o ocupado chefe não pode estar aqui em nossas praias todos os dias, nomeou seu fiel escudeiro, o chefe Emmanuel Serrano, para dirigir a cozinha brasileira.

Menu degustação
A casa possui um menu à la carte enxuto, com 7 entradas, 6 pratos principais e outras tantas sobremesas. Mas para cair ainda mais em minhas graças, o L'Etoile oferece também uma raridade em nosso balneário: um menu-degustação, coisa que a maioria dos principais restaurantes cariocas teima em sonegar a seus clientes!

No L'Etoile, os clientes podem se deliciar com uma refeição de 8 etapas, todas elas de apresentação primorosa, com ingredientes de primeira qualidade e com o apuro da gastronomia francesa. De todos os pratos, apenas um não conquistou meus sentidos: a mistura do Magret de Pato com um molho que me pareceu achocolatado, não agradou, muito embora eu reconheça que o problema deva ser mais meu do que do próprio prato. O resto foi pura emoção!

A Coxinha de rã à provençal, que iniciou a sequência, é um prato emblemático de Jean Paul Bondoux, e era gordinha, suculenta, muito bem temperada, sem igual em nossas mesas. O Camarão com crocante de coco era bem tropical e em sintonia com o calor carioca. Melhor prato da noite, o Peixe do dia parecia que havia chegado nadando ao restaurante, fresquíssimo, macio e acompanhado por um surpreendente cuzcuz com manteiga e lima-da-pérsia.

Embora não constante do menu-degustação, o chefe ainda nos ofereceu um tradicional Chateaubriand com molho Bernaise, acompanhado de original batata-bouchon (ou seja, batata-rolha) e aspargos frescos. Maravilha!

E como se ainda restasse algum espaço disponível, um tentador carrinho de queijos franceses precede a chegada de uma degustação de doces: crocante de chocolate belga, abacaxi assado com baunilha, feuillantine de frutos vermelhos, torta de maçã com sorvete de canela, creme brulée com pistaches e um belíssimo sorvete de morango com rede de caramelo. Só isso...

É caro? Sim, o menu custa R$230, o que não permite que se possa pedí-lo todos os dias. Mas considerando o requinte do local, os ingredientes e a excelência da comida, é uma recomendação imperdível para ocasiões especiais ou, pelo menos, para conhecer o novo endereço. Duvido que alguém se arrependa!

Vinhos franceses
A carta de vinhos, assinada pelo sommelier Wallace Neves é enxuta e eficiente, apostando em rótulos da França, como não poderia deixar de ser. A maior parte dos vinhos é fornecida pelas importadoras Nova Fazendinha e Club du Taste-vin. Com isso, não espere encontrar muitas barganhas por lá e contam-se em 2 dedos os vinhos abaixo de 100 reais.

Levar o vinho também não é visto com bons olhos, e a casa recomenda uma conversa prévia com o sommelier. Se seu objetivo for economizar, esqueça...

Mas a boa notícia é que o menu-degustação pode ser harmonizado com 3 taças de vinho, ao custo extra de R$70 reais. Está aí uma boa alternativa.

Oscar Daudt
04/04/2014


Serviço:
L'Etoile
Hotel Sheraton
Avenida Niemeyer 121 - 26º andar - Vidigal
(21)2529-1299
O menu degustação
Coxas de rã à provençal
(foto de divulgação)
Terrine de foie gras maison, chutney de figos Camarão gigante em crocante de coco e salada tropical
Peixe do dia com cuzcuz em molho de manteiga e lima-da-pérsia Magret de pato com manga, mousseline de batata doce e baunilha Chateaubriand com molho bernaise e batata "bouchon"
Seleção de queijos internacionais Degustação de pâtisseries Sorvete de morango com malha de caramelo
O restaurante
Chef Emmanuel Serrano O salão O requinte das mesas
Os vinhos
Andre Scherer Reserve Particuliere Pinot Blanc 2010 Domaine Chanson Clos du Roi Beaune 1er Cru 2005 Maître-sommelier Wallace Neves

Comentários
Sem comentários até o momento    
EnoEventos - Oscar Daudt - (21)99636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br