Matérias relacionadas
Restaurantes

Vida nova
Damien Montecer (foto), respeitado chefe francês, abraçou o Rio de Janeiro como seu novo lar há mais de 10 anos. Por muito tempo deliciou os cariocas no comando das panelas do Térèze, em Santa Teresa, mas decidiu partir para um vôo solo, abrindo sua própria casa, em Botafogo: o La Villa (leia-se La Villá), localizado em um belo sobrado da rua Álvaro Ramos.

A casa é muito bonita, tombada pelo Patrimônio Histórico e passou por uma bela reforma que tornou o ambiente interno moderno e funcional. Há um salão principal no térreo, um outro salão grande no segundo andar (ainda fechado), um jardim com mesas na frente e mais um simpático espaço nos fundos, aberto e enfeitado com uma grande árvore. Quando tudo estiver funcionando, a casa terá lugar para 140 clientes.

Metamorfose ambulante
O objetivo de Damien é o de oferecer um lugar descontraído, como uma brasserie, em que a cozinha será tipicamente francesa. E contou-me que não haverá um cardápio fixo. A cada dia, conferindo o que encontrar na feira e o que tiver em estoque, o chefe criará uma nova carta. Muitíssimo interessante, mas estimo que bem trabalhoso...

No dia em que estive lá, o cardápio oferecia 5 entradas, 8 pratos e 4 sobremesas. Os preços são bem razoáveis e, ainda melhor, como se estivéssemos na França, há uma fórmula com entrada, prato principal e sobremesa - no almoço e no jantar - pela caridosa quantia de 69 reais! E é o cliente quem monta sua própria combinação, escolhendo dentre as opções do menu. Uma delícia!

Gostaria de pensar que esse preço seja parte de uma tendência. Há poucos dias fiz uma matéria sobre o menu-degustação do Ibérico, a 95 reais. Agora essa fórmula por 69 reais. Será que o Rio de Janeiro do pós-Copa está se civilizando?

Engatinhando nos vinhos
A carta de vinhos é uma obra em construção. Na verdade, nem em construção ainda está e o sommelier Marc Avit, também francês e também sócio do restaurante, informa a viva-voz os 5 únicos vinhos disponíveis.

Como Marc deseja oferecer rótulos ainda não conhecidos pelos cariocas, foi buscá-los na Importadora Charbonnade, de Canela-RS. Quando se poderia esperar que os vinhos seriam franceses, não! Todos os poucos vinhos são argentinos: há um espumante, um Torrontés (70 reais), um Sémillon (70 reais), um Malbec (80 reais) e o delicioso corte que bebi, o Sietefincas Secreto 2009 (140 reais), que como o nome sugere, não revela as uvas utilizadas. Mas é excelente!

Oscar Daudt
09/08/2014


Serviço:
La Villa
Rua Álvaro Ramos, 408
Botafogo
Rio de Janeiro
Reservas: (21)2542-2771
Aberto para almoço e jantar
O jantar
Couvert: chips de baroa com molho aïoli Beringela, gorgonzola, rúcula e tomates Paté de fígado com compota de figo
Risoto de cogumelos, parmesão, azeite de trufas e ervas Vermelho com beringela, missô, castanha-do-Pará e agrião O cardápio do dia
Os vinhos
Mairena Torrontés 2012 Miras Jovem Sémillon 2012 Sietefincas Secreto 2009
Comentários
EnoEventos - Oscar Daudt - (21)99636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br