Matérias relacionadas
Quem é quem na Internet
2013
2012
2011
2010

A classificação das páginas de vinho
Desde 2010, o EnoEventos publica, anualmente, a análise do tráfego obtido pelas páginas brasileiras de vinhos. Os resultados sempre despertaram grande interesse entre os leitores, mas principalmente entre os administradores das páginas, curiosos em saber como se posicionam nesse universo virtual, a cada ano mais concorrido.

Para obter um bom resultado comparativo, as páginas são divididas em 5 categorias, analisadas separadamente: Vinícolas, Importadoras, Sites e blogs, Organizações e associações e Lojas virtuais.

Os dados que alimentam este estudo foram coletados no Alexa - The Web Information Company, um site americano, pertencente ao grupo Amazon.com, especializado na análise do tráfego da Internet. A base de dados deles é impressionante, com a classificação de mais de 30 milhões de páginas residentes em mais de 125 países.

Para classificar um site, a empresa utiliza o movimento dos últimos 3 meses (considerando visitas e páginas acessadas) a partir de uma fórmula não revelada. Cada um dos sites classificados recebe uma posição que varia de 1 - lugar que, sem surpresas, é ocupado pelo Google - crescendo sequencialmente até o último site classificado. Portanto, quanto menor a colocação obtida, mais movimento o site recebe.

Os sites de vinhos mais visitados
A partir dos dados do Alexa foi possível determinar quem são os mais importantes participantes relacionados ao vinho na Internet brasileira. Compilamos o movimento de um total de 333 sites, com a seguinte distribuição por categoria;

  • 91 vinícolas
  • 78 importadores
  • 87 sites e blogs
  • 34 organizações e associações
  • 43 lojas virtuais

    Os leitores irão notar que, ao final de cada tabela de classificação, existem diversos endereços que não foram classificados. Isso significa que o movimento de visitas que chegam a essas páginas é tão pequeno que o Alexa não teve como determinar uma posição para eles. É o pior dos mundos para uma página Internet.

    Os dados do Alexa são atualizados diariamente, apresentando variações de um dia para o outro. As informações que utilizamos para nossa análise foram todas coletadas entre os dias 10 e 13/09/2013.

    Os ausentes
    Objetivamos tornar nossas tabelas o mais completas possível, incluindo o maior número de páginas que pudemos compilar. Para isso fizemos um criterioso trabalho de pesquisa, em fontes diversas. Entretanto, imaginamos que algumas omissões podem ter ocorrido e se os leitores as identificarem, gostaríamos que fôssemos informados para poder incluí-las nas próximas edições.

    Uma segunda causa de omissões é devida aos conceitos utilizados do Alexa, que classifica os sites pelo domínio. Isso significa que blogs residentes em sites de jornais, revistas, etc... não são considerados individualmente por aquele serviço e não puderam ser incluídos em nossa classificação. No entanto, o Alexa abre exceção para os sites de hospedagem de blogs (Blogspot, Wordpress, etc...) e o movimento de cada uma de suas páginas pode ser individualmente identificado.

    Dinheiro desperdiçado
    Muitas vezes, uma empresa investe um bom dinheiro no desenvolvimento de sua página, imaginando que apenas o fato de participar da rede irá trazer a visibilidade almejada. Nunca é assim e normalmente o capital investido vai direto para o ralo, visto que o site não é acessado pelos consumidores que nem tomam conhecimento de sua existência. Falta a divulgação permanente e um conteúdo dinâmico e bem estruturado para atrair os visitantes e fazer com que eles retornem com frequência.

    Em um tempo hoje dominado pelas redes sociais, algumas empresas deixam de fazer uso dessas importantes ferramentas para a divulgação de seu conteúdo e consequente atração de mais tráfego para suas páginas. Além de mostrar aos leitores a importância de cada um dos sites de vinhos do Brasil, a presente análise servirá, também, para orientar as próprias empresas na estratégia de divulgação de suas páginas. É importante estar presente na Internet, mas isso só não basta. É necessário, também, aparecer...

    Oscar Daudt
    13/09/2014
  • Classificação das páginas das vinícolas
    O número que mais chama a atenção nesta tabela é quantidade de páginas que não foram classificadas pelo Alexa, revelando que essas possuem um movimento tão insignificante que impediu a classificação: das 91 páginas pesquisadas, 47 encontram-se nessa situação, o que representa mais da metade das vinícolas sem tráfego de visitantes.

    Como era de se esperar, as grandes vinícolas gaúchas dominam as primeiras colocações na tabela. A novidade desta edição é o primeiro lugar obtido pela Salton, deixando para trás a Miolo, que foi a líder nas edições de 2012 e 2013.

    Chamamos a atenção para o fato de que, para facilitar a leitura da tabela, a classificação global das páginas está dividida por 1.000. Portanto, quando se lê na tabela abaixo que a Salton, lider do segmento, ocupa a posição global 493, na verdade esse número representa um valor ajustado de 493.000 aproximadamente.
    Classificação das páginas das importadoras
    Nesta nova edição, analisamos o movimento de 78 importadoras de vinhos. Dessas, 22 (ou 28%) foram solenemente ignoradas pelos consumidores e não puderam nem ser classificadas pelo Alexa.

    Não há grandes surpresas no resultado e as maiores importadoras ocupam as primeiras posições da tabela. A Mistral, como ocorreu em todas as edições deste levantamento, é a campeã em movimento.
    Classificação dos sites e blogs
    De todas as 87 paginas pesquisadas, apenas 14 delas (ou 16%) não foram classificados, mostrando um dinamismo dos administradores na divulgação de seu conteúdo.

    Para nossa satisfação, o EnoEventos volta a ocupar a primeira colocação dessa categoria, posição que já havia ocupado em 2012.

    Uma promissora surpresa foi encontrar na 3ª colocação a estreante página Dama do Vinho, de Ale Esteves. Com muito dinamismo, produzindo vídeos, podcasts, livros virtuais aparece como um furacão, ultrapassando muita gente boa há anos na área.

    Classificação das páginas das organizações e associações
    A quantidade de organizações analisadas foi de 34 nesta edição. A ABS-SP, repetindo a colocação dos dois últimos anos, lidera a classificação.
    Classificação das lojas virtuais
    Esta categoria estreou apenas no ano passado e é uma das mais importantes do levantamento. O número de lojas avaliadas cresceu de 36 para 43.

    À exemplo de 2013, a wine.com.br é a líder absoluta do segmento, bastante distanciada da segunda colocada.
    Comentários
    EnoEventos - Oscar Daudt - (21)99636-8643 - odaudt@enoeventos.com.br